Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem acreditar na Gaviões, Frizzo defende Kleber e teme violência

"Em semana de clássico, é uma tentativa óbvia de tumultuar", disse o dirigente do Palmeiras

Gazeta |

A diretoria do Palmeiras está temerosa com as consequências que pode ter a nova polêmica envolvendo Kleber. Depois de a Gaviões da Fiel ter divulgado uma ficha cadastral de 2001 que seria do atacante, o vice-presidente de futebol palmeirense, Roberto Frizzo, defendeu o "Gladiador" e se mostrou preocupado com a possível violência no clássico.

"Em semana de clássico, é uma tentativa óbvia de tumultuar. É uma coisa até arriscada, tem de considerar a violência e as consequências no jogo. Lógico que não é verdadeiro, tenho certeza de que não é. Tivemos tantos jogos entre Palmeiras e Corinthians antes e não divulgaram nada", afirmou o dirigente, em contato por telefone.

Por meio de seu Twitter oficial, a Gaviões alegou que o "Gladiador" foi sócio da organizada corintiana, mas o atacante do Palmeiras ainda não se pronunciou sobre o assunto.

"O que tinha de ser feito junto ao atleta já foi feito, é melhor deixar isso para lá e ignorar. Eu não conversei com ele porque não quis perturbar o atleta. É algo irrelevante, vamos deixar passar", completou Frizzo.

Palmeiras e Corinthians se enfrentam na tarde de domingo, em Presidente Prudente, pelo Campeonato Brasileiro.

Leia tudo sobre: palmeirascorinthiansbrasileirão 2011kleber

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG