Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem acordo, sindicato mantém greve no futebol espanhol

AFE exige da Liga mais garantias salariais e o pagamento de 50 milhões de euros em salários atrasados a 200 jogadores

AE |

Responsável pela organização do Campeonato Espanhol , a Liga de Futebol Profissional (LFP) anunciou neste sábado que não chegou a um acordo para o início da competição, após reunião com a Associação de Jogadores de Futebol da Espanha (AFE). Desta forma, a AFE decidiu manter a greve, que está impedindo o início do campeonato da primeira e segunda divisões neste final de semana. 

A Liga informou que se reunirá novamente com o sindicato dos jogadores na segunda-feira com o objetivo de "manter o diálogo aberto para tentar desbloquear a situação de greve convocada pela AFE". Sem acordo, o sindicato ameaça estender a paralisação até a segunda rodada do Espanhol, no próximo final de semana. 

Representando os 42 times das duas primeiras divisões, o sindicato impediu o início do campeonato pela primeira vez em 27 anos em decisão anunciada na sexta-feira. A AFE exige da Liga mais garantias salariais e o pagamento de 50 milhões de euros em salários atrasados a 200 jogadores. 

Se a paralisação se estender, o campeonato não começará antes do dia 10 de setembro, data marcada para a disputa da terceira rodada. A Liga ainda não informou se os jogos da primeira rodada serão remarcados ou se não haverá mudanças no calendário. 

Apesar da greve, os clubes deram sequência aos treinos neste final de semana, visando as partidas pelas competições europeias. Athletic Bilbao, Villarreal e Sevilla entrarão em campo na próxima semana pela fase preliminar da Liga Europa. O atual campeão espanhol Barcelona fará um amistoso com o Napoli na segunda-feira, no Camp Nou.

Leia tudo sobre: futebol mundialespanha

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG