Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sem a Libertadores, Inter vai acelerar processo de renovação

Time ainda pode perder jogadores no segundo semestre, caso dos atacantes Rafael Sobis e Damião

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

A precoce eliminação na Libertadores fará o Inter acelerar o processo de renovação no grupo. A ideia é reforçar um pouco mais e, principalmente, rejuvenescer o plantel.

“É claro que temos carências. Até o melhor time do mundo tem carências, mas acho que não foi por isso (que perdemos). O jogo se resumiu aos 5 minutos de apagão. O mais importante é que os jogadores sabem que tem que recomeçar. Temos que ter calma. Às vezes você ganha e se engana que está tudo certo. Mesmo quando perdíamos eu dizia que muita coisa precisava ser feita. Eles estavam fazendo um trabalho acima do que eu esperava pelo espaço de tempo”, disse o técnico Falcão, sobre a derrota para o Peñarol.

O setor defensivo é uma das preocupações. Um lateral-direito será contratado pelo menos para concorrer com Nei. Daniel, reserva imediato do setor, raramente é utilizado. A função de zagueiro é a que tem a maior média de idade: Índio, que recentemente perdeu a vaga de titular, está com 36 anos. Bolívar e Rodrigo vão completar 31.

“Brasileirão começa dia 21, um jogo contra o Santos, na Vila, mas não é momento pra falar disso. Temos que valorizar os jogadores que temos, mas temos que projetar algumas coisas e carências que temos, independente do resultado. Todo grupo, por melhor que seja, sempre vai ter carências. No momento parece que não tem nada bom, mas aos poucos a gente começa a raciocinar um pouco diferente. Mesmo se tivéssemos ganho, teríamos necessidades de contratações”, explicou Falcão.

O ataque também precisará de reforços. Rafael Sobis dificilmente seguirá. Está difícil conseguir renovar o empréstimo com o Al-Jazira. O vínculo com o clube gaúcho termina em junho. O Corinthians já observa o jogador e cogita uma oferta. Leandro Damião também não tem continuidade garantida, especialmente se continuar empilhando gols. O futebol europeu já botou os olhos no goleador.

O presidente Giovanni Luigi havia avisado que não ouviria propostas pelo camisa 9 até que terminasse a Libertadores. Com o Inter fora, emissários europeus devem comprar passagens em breve para viajar ao Brasil. O clube também já observava o mercado em busca de possíveis reforços. O efeito Peñarol deve acelerar esse processos de prospecção.
 

Leia tudo sobre: InternacionalPeñarolRafael SobisLeandro Damiao

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG