Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Michel Bastos conversa com Mano para voltar à seleção como meia

Lateral-esquerdo na Copa do Mundo de 2010, com Dunga, mostra otimismo no retorno para o Brasil

Gazeta |

Getty Images
Michel Bastos começou como lateral esquerdo no Brasil, mas no Lyon transformou-se em meia
Mesmo atuando como meia no Lyon, Michel Bastos foi o escolhido de Dunga para preencher a lateral esquerda da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010. Após o fracasso no Mundial, o técnico foi demitido e o jogador não voltou a vestir a camisa do Brasil. Mesmo assim, ele mostra otimismo quanto à possibilidade de defender o Brasil de novo, mas, desta vez, na sua posição de origem, como foi acertado com o atual comandante, Mano Menezes.

Leia mais: Mano aposta em duplas portuguesas contra o Gabão

"Nos encontramos em Paris, quando o Brasil jogou amistoso com a França (em fevereiro) e ele me disse que precisou fazer escolhas, que tinha ideias sobre o elenco, e que se eu voltasse à Seleção seria como meia esquerda. O essencial é estar na equipe, mas a minha vontade seria ter uma chance na minha verdadeira posição", declarou o jogador em entrevista ao site da Fifa.

Confira ainda: Seleção de 70 é eleita a melhor equipe do mundo

"Estou trabalhando para voltar, mesmo sabendo que vai ser difícil porque a concorrência é grande. Se eu conseguir boas atuações no Lyon, as portas da seleção brasileira podem voltar a se abrir. Não é mais um sonho, porque o sonho era um dia jogar na seleção e isso eu já consegui, mas, em todo caso, continua sendo um objetivo", completou.

Apesar do desejo de retornar à seleção, Michel Bastos não demonstra otimismo sobre disputar a próxima Copa do Mundo, em 2014, no Brasil. O jogador vê a idade como principal empecilho para estar no grupo brasileiro daqui a três anos.

Veja também:
Valcke critica infraestrutura das cidades-sede brasileiras

"Tenho consciência de que será difícil, porque terei quase 32 anos em 2014. Isso não faz parte dos meus objetivos atualmente. Todo mundo sonha em jogar ou voltar a jogar uma Copa do Mundo, mas atualmente essa não é a meta principal da minha carreira. Mesmo que ainda falte tempo, será difícil por causa da idade. Por outro lado, sinto que estou no meu melhor momento física e tecnicamente. Portanto, se continuar assim daqui a três anos, por que não?"

O "melhor momento" de Michel Bastos, porém, foi interrompido por uma lesão na coxa que o afasta dos gramados já por três semanas. De longe, ele vê o Lyon ocupar a quarta colocação do Campeonato Francês e ser o terceiro do Grupo D da Liga dos Campeões. Há três temporadas no clube, o jogador não quer completar mais um ano sem títulos.

"Tenho o clube e as qualidades necessárias para conquistar títulos. Talvez inclusive este ano. Espero de verdade ganhar alguma coisa, porque sei que temos muita qualidade no grupo. Isso é o mais frustrante. O que decepciona não é não ganhar, mas saber que temos tudo que é preciso para ganhar e não conseguir chegar lá. Quem sabe esse ano a sorte não muda?", analisou o meia do Lyon..

Leia tudo sobre: michel bastosbrasilmano menezes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG