Tamanho do texto

Atacante da seleção brasileira reclamou do árbitro do amistoso diante de El Salvador, que deu a advertência por suposta simulação

Neymar reclamou por ter levado um cartão amarelo contra El Salvador
Pedro Martins / MoWA Press
Neymar reclamou por ter levado um cartão amarelo contra El Salvador

A seleção brasileira venceu El Salvador com facilidade na noite desta terça-feira, em Washington, nos Estados Unidos, e o atacante Neymar, um dos destaques do time na goleada por 5 a 0, reclamou bastante da arbitragem depois do amistoso.

Leia também: Brasil goleia El Salvador no segundo jogo após a Copa do Mundo

Capitão da equipe, Neymar levou cartão amarelo por, segundo o árbitro Jair Marrufo, ter simulado um pênalti.

"Sofri, sofri o pênalti, sofri a falta e mesmo assim levei o cartão. Isso é uma falta de respeito não só comigo, mas com todos do meu grupo", disse o camisa 10 do Brasil , claramente irritado com a decisão do juiz norte-americano.

Vale destacar que o árbitro sorriu após mostrar cartão ao craque do Brasil.

"Dentro de campo eu já sabia que havia sido pênalti, mas fui analisar para ver se não estava totalmente errado", disse Neymar depois de ver as imagens na TV.

Leia também: Seis brasileiros estão na disputa para integrar a seleção do ano da Fifa

"Com todo respeito, eu acho que, pelo quão grande é o Brasil, árbitros como esse não podem apitar os nossos jogos. Porque eu acho que é difícil até para nós jogadores e num lance como esse em que teria aparecido que seria o protagonista alguém fazer algum tipo de coisa que não é favorável ao esporte", completou o atacante.

Este foi o sexto cartão amarelo que a maior estrela da seleção brasileira levou nos 16 jogos que esteve com a tarja de capitão no braço. 

Depois de reclamar da arbitragem, ele avaliou de forma positiva os dois amistosos realizados nos Estados Unidos, conta os anfitriões e El Salvador - o atleta fez gol em ambos os jogos, os dois de pênalti.

"A gente está um pouco mais avaliado. Estar de volta a defender a seleção é um orgulho, uma honra. Estar de volta vencendo e fazendo gols e jogando com meus companheiros da melhor forma possível. A gente sai de cabeça erguida. Parabenizo a todos pelos dois jogos que fizemos", finalizou.

Leia também: Jornal diz que Neymar se arrependeu e "chorou" para voltar ao Barcelona

Neymar terá a chance de brilhar novamente com a camisa da seleção nos dias 12 e 16 de outubro, quando a equipe do técnico Tite encara Arábia Saudita e Argentina, também em amistosos.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.