Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Seleção sub 20 falha atrás e só empata com a Bolívia, mas avança

Henrique fez para o Brasil, que levou a igualdade e perdeu os 100% de aproveitamento no Sul-Americano

Gazeta |

A seleção brasileira deu adeus ao aproveitamento de 100% no Sul-americano sub 20. Neste domingo, em Moquegua, o time de Ney Franco abusou dos erros defensivos e cedeu o empate por 1 a 1 com a Bolívia, mas garantiu a vaga antecipada na próxima fase da competição.

nullApesar de ter criado mais chances para balançar as redes, o Brasil deu espaço atrás para a Bolívia. Assim, Henrique abriu o placar para a equipe canarinho na primeira etapa, mas Ríos igualou o placar depois de vencer Bruno Uvini na corrida.

Com o placar, a seleção brasileira segue na liderança do grupo, com sete pontos, enquanto os bolivianos, com um jogo a menos, têm apenas um. O Brasil volta a campo na madrugada de terça para quarta-feira, 00h10 (de Brasília), novamente em Moquegua, contra o Equador, encerrando a participação na etapa de grupos. Já a Bolívia tem compromisso um pouco mais cedo, na noite de terça, contra a Colômbia.

O jogo
Diante de uma das seleções mais frágeis da competição, o Brasil se sentiu na obrigação de partir para o ataque, mas não esperava que a Bolívia formasse uma retranca tão sólida. Lucas se aventurou em jogada individual na área, mas o goleiro Cardenas saiu para abafar nos pés do são-paulino.

Na resposta, depois de cobrança de escanteio, Cuellar subiu mais que a defesa canarinho para cabecear, exigindo boa intervenção de Gabriel. Os bolivianos fecharam ainda mais a defesa e impuseram dificuldades para o ataque brasileiro.

Mowa Press
Neymar tenta drible. Ao contrário dos dois primeiros jogos do Brasil, contra a Bolívia ele não marcou

Mesmo assim, o time de Ney Franco continuou mais presente no ataque. Alex Sandro avançou pela esquerda e cruzou. A bola passou por Neymar e chegou para Henrique, que emendou de primeira, rente à trave do goleiro Cardenas, que sequer teve tempo de sair do lugar. Na jogada seguinte, Neymar dominou no peito na área e, em vez de rolar para Casemiro, arrematou fraco, para fora.

Como a Bolívia não se arriscava no ataque, Zé Eduardo recebeu completamente livre pela esquerda e em condições de chutar, mas tentou cruzar e desperdiçou a chance. A pressão brasileira aumentou, e a Bolívia ficou acuada na defesa. Mas Casemiro arrancou pela direita da área e bateu cruzado, na trave.

E o Brasil percebeu que o lado esquerdo da zaga boliviana tinha um buraco. Assim, Willian José avançou pelo setor e chutou forte. O goleiro espalmou e a bola ainda desviou na trave antes de sair.

Diante de tanta pressão, o Brasil abriu o placar, aos 41 minutos. Danilo cruzou da direita para a área, e Henrique emendou de primeira um chute fraco e rasteiro. Mas Cardenas falhou e não conseguiu fazer a defesa. Depois do gol, a Bolívia se lançou ao ataque, sem ameaçar até o fim da etapa.

No segundo tempo, Neymar tentou chamar a responsabilidade e cobrou falta com muita categoria, exigindo ótima defesa de Cardenas. Em seguida, as duas seleções passaram por alterações. Danilo e Zé Eduardo deixaram o campo para as entradas de Galhardo e Oscar, no Brasil. Do outro lado, Becerra substituiu Hoyos.

Mais uma vez, os brasileiros ameaçaram. Neymar dominou entre a defesa, avançou até a área e bateu em cima do goleiro. Na resposta, Chumacero recebeu na área e exigiu boa defesa de Gabriel.

A Bolívia passou a se arriscar mais no ataque, mas levou um susto com o cabeceio de Juan, que carimbou a trave. Mas a seleção boliviana aproveitou uma falha do sistema defensivo brasileiro para empatar. Ríos recebeu no meio-campo sozinho com Bruno Uvini, que escorreu ao tentar roubar a bola. O atacante saiu em velocidade, invadiu a área e chutou para as redes.

Nos minutos finais, Diego Maurício (substituto de Henrique) mandou forte chute no travessão. Mesmo criando algumas oportunidades claras de gol e esbarrando na trave, a seleção não conseguiu sair com a vitória.

FICHA TÉCNICA - BRASIL 1 x 1 BOLÍVIA

Data: 23 de janeiro de 2011 (domingo)
Horário: 14h30 (horário de Brasília) - 11h30 pelo horário local
Local: estádio 25 de Novembro, em Moquegua (Peru)
Árbitro: Jorge Osorio (CHI)
Assistentes: Francisco Mondria (CHI) e Ricardo Casas (ARG)
Cartões Amarelos: Danilo e Gabriel (Brasil). Toco e Chumacero (Bolívia)

GOLS :
BRASIL: Henrique , aos 41 minutos do primeiro tempo
BOLÍVIA: Ríos, aos 31 minutos do segundo tempo

BRASIL: Gabriel; Danilo (Galhardo), Bruno Uvini, Juan, Alex Sandro; Casemiro, Zé Eduardo (Oscar) e Lucas; Neymar, Willian José e Henrique (Diego Maurício) Técnico: Ney Franco

BOLÍVIA: Cardenas; Toco, Borda (Ballivián) e Cuellar; Garzon, Mendez, Chumacero, Torrico e Hoyos (Becerra); Carinao (Suarez) e Ríos Técnico: Marcelo Sandy

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG