Tamanho do texto

Previsão de tempo é de uma tarde e início de noite geladas. Precaução tem Vitamina C e mel

Cobertura do estádio dificulta entrada da luz natural e não evita o frio
Marcel Rizzo, enviado iG a La Plata
Cobertura do estádio dificulta entrada da luz natural e não evita o frio
A seleção brasileira vai estrear na Copa América daqui a pouco, 16 horas de Brasília, com bastante frio na cidade de La Plata (60 km ao sul de Buenos Aires). A previsão de temperatura para o horário do início do jogo contra a Venezuela no Estádio Único é de 4 graus Celsius e para o final do jogo, por volta das 17h50, pode bater a casa do zero grau Celsius.

O grupo já trabalha com baixa temperatura na cidade de Los Cardales, 60 km ao norte da capital argentina, mas a temperatura naquela região ainda não baixou do zero grau. Na partida de abertura da Copa América, sexta-feira à noite, entre Argentina e Bolívia (1 a 1), o termômetro marcou 4 graus Celsius negativos ao final da partida, quase meia-noite.

Para se precaver de problemas que o frio pode causar, como gripes ou inflamações na garganta, por exemplo, os jogadores brasileiros têm tomado comprimidos com Vitamina C e mel. Sempre depois dos treinamentos eles saem do campo do Sofitel com pequenos saches de mel nas mãos.

“O aquecimento é fundamental para jogar em baixas temperaturas, para evitar lesões musculares. Mas temos todo um trabalho diário no hotel, que vocês não acompanham, como piscina aquecida, para evitar problemas”, disse o preparador físico Carlinhos Neves.

Os torcedores também terão que se agasalhar. Apesar de quase todo coberto, o estádio em La Plata é gelado, como toda a região. Ele fica em um descampado, com casas em volta. Não há prédios na região, pelo menos cinco quilômetros afastada do centro da cidade.