Tamanho do texto

Mano Menezes pretende realizar coletivos na véspera das das partidas, o que a Conmebol deve impedir para preservar os gramados

Estádio em La Plata foi palco do lançamento da bola da Copa América
AFP
Estádio em La Plata foi palco do lançamento da bola da Copa América
A seleção brasileira abriu mão de fazer o reconhecimento dos gramados nos estádios que jogará na Copa América . A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) só decide na quarta-feira se vai liberar treinamento nos campos na véspera dos jogos, mas já antes da primeira partida, dia 3 de julho contra a Venezuela, no Estádio Único de La Plata (16 horas), o técnico Mano Menezes vai preferir trabalhar no hotel no qual a delegação está concentrada na cidade de Los Cardales , a 60 km de Buenos Aires.

O treinador pretende realizar coletivos curtos um dia antes dos jogos e precisa utilizar todo o gramado, o que pode ser proibido pela Conmebol para evitar desgaste dos campos. O de La Plata, por exemplo, será o mais usado nessa Copa América, com seis jogos, e dois dias antes da partida do Brasil os donos da casa abrem a competição no local, contra a Bolívia (21h50). O inverno na Argentina está chuvoso, o que prejudica ainda mais os gramados.

O do hotel no qual a seleção trabalha melhorou nos últimos dois dias, quando a chuva diminuiu e até o sol apareceu. Mano elogiou o local. “Um dos campos, o que chamamos de B, está pior, mas estamos ali fazendo o aquecimento. O outro está bom para o que precisamos fazer. Nossa idéia é treinar aqui até 23 de julho (véspera da final da Copa América)”.

Um dia depois das partidas, os jogadores que atuarem mais de 45 minutos farão um trabalho de recuperação física na academia do hotel e o restante treinará em um terceiro gramado reservado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), fora do Sofitel. O campo Coutry Club de Campana (cidade a 10 km) está em bom estado, garantiu Mano.

Em La Plata, a comissão técnica decidiu dormir na cidade, a 120 km de Cardales na véspera do jogo. São cerca de duas horas de ônibus e os preparadores físicos acharam inconveniente e cansativo fazer o trajeto no dia do confronto. Para os segundo e terceiros jogos na primeira fase, ambos no estádio Mario Kempes, em Córdoba (750 km de Buenos Aires), inicialmente o treino de véspera também será feito no Sofitel, com viagem à noite.

Numeração
Mano decidiu adiar a divulgação dos números que os atletas usarão na Copa América porque a Conmebol liberou as inscrições até 28 de junho, próxima terça-feira. Inicialmente os nomes dos 23 jogadores deveriam ser passados até sábado (25 de junho). Depois que a lista estiver na organização do torneio não pode haver mudanças. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.