Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Seleção faz São Paulo dispensar Carlinhos Neves

Clube não renovará contrato com o preparador físico, membro da comissão técnica de Mano Menezes; intenção é ter profissional que se dedique exclusivamente ao time

Levi Guimarães, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854372340&_c_=MiGComponente_C

O São Paulo já tem uma baixa para a temporada 2011, pelo menos no banco de reservas. O clube anunciou na manhã desta quarta-feira, por meio de seu departamento de comunicação, que não renovará o contrato do preparador físico Carlinhos Neves. O motivo seria a falta de compatibilidade de agenda, já que desde julho ele integra também a comissão técnica de Mano Menezes na seleção brasileira.

Assista ao vídeo

Antes mesmo da última rodada do Campeonato Brasileiro, no próximo domingo, Carlinhos já irá com a comissão da equipe nacional para a Argentina nesta quarta-feira, ajudar na organização logística da Copa América, que no ano que vem será sediada no país vizinho. O São Paulo ainda deve escolher um substituto para a próxima temporada, mas por enquanto segue com Sérgio Rocha como único preparador.

Gazeta Press
Carlinhos Neves deixa o São Paulo após cerca de 10 anos no clube do Morumbi
 
A decisão foi tomada em uma reunião na última terça-feira entre Carlinhos e a diretoria de futebol do clube. Assim, ele deixará o clube depois de quase 10 anos (considerando duas passagens), 660 jogos e seis títulos, um Campeonato Paulista, uma Libertadores, um Mundial e três Campeonatos Brasileiros.

Acaba se encerrando um ciclo, porque o contrato acaba agora e o clube entendeu que seria incompatível dividir o preparador com a seleção brasileira. Eu aceito e concordo, acho válido que o clube procure outros modelos, afirmou Carlinhos.

Apesar de considerar que seria possível manter a atividade tanto no clube quanto na seleção, o preparador considerou positiva a separação, por conta da oportunidade de estudar novidades de sua área. Vou me dedicar à seleção, visitar outros países, conhecer jogadores, saber o que acontece em outros centros, me capacitar ainda mais, porque a responsabilidade na seleção é muito grande.

Eu tinha uma ânsia, uma necessidade de me capacitar ainda mais. Tem muita coisa acontecendo no mundo, em relação à ciência, tecnologia, a parte técnica. E eu vou em busca disso para introduzir num futuro clube e também na seleção, completou.

Carlinhos também não descarta aceitar uma proposta de assumir a preparação física de outro clube paralelamente à seleção. Mas diz que isso dificilmente vai acontecer em menos de seis meses.

Eu talvez fosse incoerente se aceitasse as primeiras propostas que aparecessem, porque eu preciso desse tempo, de cinco, seis meses para dar esse giro, principalmente na Europa. Não estou fechando nenhuma possibilidade, mas também estou tranquilo para ter esse tempo para mim e dedicar à CBF, disse.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG