Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Seleção brasileira se recupera, vence a Áustria e lidera grupo E

Com gols de Henrique, Philippe Coutinho e Willian José, o Brasil conseguiu se redimir no Mundial sub 20

Gazeta |

O Brasil deixou para trás a má exibição da estreia no Mundial sub 20 contra o Egito e tratou de mostrar um pouco do futebol apresentado no Sul-americano do começo do ano. Liderados pelos meias Oscar e Philippe Coutinho, os garotos venceram a Áustria por 3 a 0, com gols de Henrique, do próprio Coutinho e de Willian José, na noite desta segunda-feira, em Barranquilla.

Getty Images
William José comemora o seu gol na vitória sobre a Áustria
Com o resultado, a seleção lidera o grupo E da competição com quatro pontos, mesmo número do Egito, mas com dois gols de saldo a mais (3 a 1). Já os europeus ficam com a lanterna da chave, com um ponto e saldo negativo de três gols.

Na próxima rodada, quinta-feira, os comandados de Ney Franco encaram o lanterna Panamá, novamente em Barranquilla, às 22h (de Brasília). No mesmo horário, os austríacos definem seu futuro contra o Egito, em Cali.

O Jogo
Pressionados pela má exibição diante do Egito e pela vitória do rival sobre o Panamá um pouco mais cedo, o Brasil não começou bem o duelo contra os austríacos. Nervosa, a seleção viu a primeira grande chance ser do adversário, quando, aos nove minutos, Weimann apareceu livre na área, mas foi desarmado em uma boa saída de Gabriel.

Aos poucos, os brasileiros foram se soltando, utilizando principalmente as jogadas de Henrique, colocado por Ney Franco no lugar de Alan Patrick no time titular para dar mais poderio ofensivo à equipe. Aos 20, ele recebeu de Oscar e bateu firme para boa defesa de Radlinger.

Weimann ainda cabeceou com perigo após escanteio da Áustria, mas o Brasil dominou as ações até o intervalo. Após duas boas chegadas de Casemiro, uma troca de passes envolventes do meio-campo abriu o placar para seleção.

Philippe Coutinho deu belo toque e achou Oscar livre na esquerda da área. Com calma, o meia acionou Henrique que, com o goleiro batido, abriu o placar, anotando o 200º gol brasileiro na história do torneio.

Depois, mais alguns lances de bola aérea tiraram o sono dos adversários, mas foi a última oportunidade da primeira etapa que quase ampliou a vantagem dos garotos canarinhos. Henrique foi lançado na frente, protegeu e bateu de esquerda, na saída de goleiro, mas carimbou a trave austríaca.

Na volta para o segundo tempo, a Áustria quase surpreendeu nos primeiros minutos. Weimann recebeu na frente e chutou forte para bela defesa de Rafael. Mas a resposta veio rápida, e colocou um balde de água fria nos europeus.

Oscar puxou bom contra-ataque, limpou um marcador e serviu Danilo. Rápido, o meio-campista tirou o goleiro da jogada e acabou derrubado. Pênalti que Philippe Coutinho bateu rasteiro no canto direito do austríaco e converteu. Radlinger até encostou na bola, mas não evitou o gol.

Na sequência, Casemiro achou Henrique livre na área, mas o são-paulino finalizou fraco, sem direção, e perdeu boa chance. Depois, Philippe Coutinho recebeu lançamento, ganhou bem do zagueiro e serviu Henrique que, pressionado, mais uma vez perdeu o gol.

No entanto, não tardou para o terceiro gol sair. Novamente em boa jogada, Oscar tocou para Coutinho, que de calcanhar serviu Casemiro. O volante deixou Willian José cara a cara com o goleiro austríaco para tocar rasteiro e fazer o 3 a 0.

Depois, os brasileiros inda perderam algumas chances, mas não forçaram muito para obter o quarto gol e, consequentemente, uma goleada.

O único evento relevante foi o desnecessário cartão amarelo que Juan conseguiu levar, após falta dura em uma jogada morta do ataque rival, que o tira da próxima partida. Henrique, Casemiro e Alex Sandro, que saíram lesionados, também são dúvidas.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG