Meia do Fluminense ainda não assinou com chineses, mas técnico já antecipa que proposta é irrecusável

nullSe após a vitória de 3 a 1 sobre o Atlético-PR o meia Conca não quis falar sobre sua provável saída para o futebol chinês , o técnico Abel não se furtou de comentar a situação do jogador. Embora reconheça que dificilmente a diretoria do Fluminense conseguirá contratar um jogador á altura do argentino, caso ele realmente deixe o clube, o treinador revelou que a proposta é boa para o clube e praticamente irrecusável para o jogador.

“O Conca não quer falar ainda porque ele não tem contrato assinado e isso não garante a negociação. A proposta é boa para o Fluminense e faltam palavras para definir o que ela significa para o jogador. É a independência financeira dele e de sua família”, afirmou Abel Braga.

O treinador lembrou ainda que essa não é a primeira vez que os dirigentes chineses tentam o argentino das Laranjeiras. Nas duas primeiras, Abel lembra que Conca sequer quis ouvir a proposta.

“Já havia tido outros contatos anteriores. O último foi durante um jantar em que estavam eu, o Sandro Lima (vice de futebol) e o Celso Barros. Nós ligamos para o Conca e o chamamos para ir no restaurante, mas ele se recusou a ir e disse que não queria deixar o Fluminense e o Rio de Janeiro. Mas os chineses insistiram e chegaram num valor inacreditável. E se ele mudou de ideia depois disso é porque é uma coisa boa demais para ele. Eu diria que ele irá figurar entre os dez jogadores mais bem pagos do mundo”, disse Abelão.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.