Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Se estiver comprometido, tudo bem", diz Tite sobre Adriano

Treinador corintiano diz que contrato com cláusulas de bom comportamento o animam a ter jogador

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Desde que esquentaram as especulações sobre a contratação de Adriano pelo Corinthians, o técnico Tite sempre foi reticente ao comentar o assunto. Nesta quinta-feira, porém, o treinador disse em entrevista exclusiva ao iG que, com um contrato bem alinhavado, que deixe claras obrigações e eventuais punições por mau comportamento, o atacante será muito bem-vindo.

Getty Images
Adriano rescindiu com a Roma no dia 8 deste mês

"Tenho minha opinião formada. Coloquei isso para a diretoria de uma forma bem clara. Aliás, não agora. Coloquei isso lá no fim do ano, quando teve a primeira possibilidade do Adriano. Eu vou ser mais direto nesta resposta. Eu o quero com algumas condições. Primeiro, ele tem que se comprometer, ele tem que abraçar um compromisso, uma causa de se recuperar. Se o Adriano tiver esse comprometimento, tudo estipulado em contrato... tudo bem", disse Tite ao iG, após os treinos da quinta-feira no CT do Parque Ecológico.

Foi a primeira vez que o treinador falou sobre Adriano com clareza. Antes, Tite preferia manter-se em cima do muro. O acordo cada vez mais certo entre clube e jogador fez o treinador trocar o discurso enigmático por algo mais direto. "Se eu digo, ‘eu quero o atleta’, eu o valorizo e dificulta para o Corinthians na negociação. Eu boto a direção sob pressão", disse o treinador, quando ainda tinha o pé atrás em relação à negociação.

Após o jogo de quarta-feira contra o Oeste, nos vestiários do Pacaembu, o treinador tem mostrado que aceita Adriano entre seus comandados se esta for a decisão da diretoria. "Técnico não é dono de clube nenhum. Está à mercê de uma hierarquia, de um investimento que o clube precisa fazer. Eu sei do meu posto", comentou.

Andrés Sanchez está no Rio para fechar um contrato de risco com Adriano até o final de 2012. No contrato há uma cláusula que dá ao Corinthians o direito de rescindir o vínculo com o atleta no final deste ano, de forma unilateral, sem pagamento de qualquer multa, em caso de mau comportamento por parte do "Imperador". Há ainda uma série de determinações em relação à presença nos treinos e a outras atividades da equipe. Tite deixou claro que, se o jogador cumprir tais exigências, será bem recebido.

Milton Trajano
Charge do iG Esporte

Leia tudo sobre: corinthiansadrianotitemercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG