Ex-jogador francês, presidente da Uefa e vice da Fifa vai votar no atual presidente, mas quer resultados nas investigações

Presidente da entidade que comanda o futebol na Europa, a Uefa, e aliado do número 1 da Fifa, Josep Blatter, Michel Platini diz não saber nada sobre as denúncias de corrupção na entidade, da qual é vice-presidente. A atual gestão da Fifa está sendo investigada pelo Comitê de Ética da própria entidade, após denúncias de suborno feitas pelo candidato a presidência Mohamed bin Hammam.

“Claro que eu vou apoiar ele (Blatter). Mas nós vamos ver. Se essas denúncias forem provadas, eu não posso mais apoiá-lo”, afirmou Platini em entrevista a rede CNN.

Na próxima quarta-feira acontecerá a eleição para a presidência da Fifa. Antes, neste domingo, Blatter irá à audiência, em Zurique, na Suíça, para explicar as denúncias de suborno feitas contra ele e outros dirigentes.

“Vou esperar o que o Comitê de Ética vai dizer e não sei o que vai acontecer. E sou como você. Eu não sei mais”, afirmou ao jornalista da CNN. “Eu sou vice-presidente da Fifa, mas não sei o que vai acontecer”, completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.