Atacante chegou a ficar fora dos planos do técnico Mauro Fernandes, mas não quer mais sair do Criciúma

Uma reviravolta no caso Schwenck, que estava em vias de acertar com o Figueirense , que desistiu da negociação, aconteceu nesta quarta-feira, e o jogador foi reintegrado ao elenco do Criciúma .

O atacante havia pedido para ser liberado pelo clube, pois havia uma proposta irrecusável do Figueirense, que acertou com Somália e o descartou. O diretor do clube disse, então, que Schwenck não fazia mais parte dos planos do técnico Mauro Fernandes.

Na tarde desta quarta, no entanto, o jogador convocou os companheiros de trabalho, o treinador e o diretor Rubens Angelotti para pedir desculpas e afirmar que deseja continuar prestando serviços ao Criciúma no Brasileirão da Série B.

"Às vezes, as pessoas pensam que eu não tenho vontade de jogar. A única coisa que aconteceu foi uma proposta de mais tempo de contrato. Sou um profissional, acho que a torcida não vai estar de mal comigo", afirmou o camisa nove.

O pedido de Schwenck foi aceito, ele participou do treino coletivo e deve viajar na sexta-feira para Campinas onde, no dia seguinte, o Criciúma enfrenta a Ponte Preta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.