Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Schalke avança, mas técnico critica: "fomos pouco agressivos"

Treinador afirma que time melhorou na partida após tomar um gol da equipe espanhola e se arriscar mais no ataque

EFE |

O técnico Felix Magath, do Schalke 04, disse nesta quarta-feira, após a vitória da equipe alemã por 3 a 1 diante do Valencia, que o seu time sentiu o resultado de 1 a 1 do jogo de ida e que faltou agressividade no início da partida.

"No começo, o resultado da ida pesou em nós e não fomos muito agressivos. Depois do gol deles, melhoramos, fomos mais agressivos e arriscamos mais porque não tínhamos nada a perder", disse o técnico.

Magath declarou ainda que o placar estava completamente aberto até o final, quando, nos acréscimos, Jefferson Farfán marcou o terceiro e decretou a vitória.

"A situação era horrível com o placar de 2 a 1, um gol do Valencia e ficávamos fora. Queria que Farfán tivesse feito o terceiro gol um pouco antes", afirmou o treinador.

Magath não quis entrar nas especulações sobre seu futuro no comando da equipe alemã, mas disse que não seguirá no Schalke na próxima temporada.

"Para mim tanto faz o que está saindo nos jornais. Acho que se alguém tem algo pra me dizer que me diga diretamente", declarou o treinador.

"Eu me comporto corretamente, faço meu trabalho da melhor forma possível e seguirei fazendo. Minha situação contratual é clara", concluiu.

Leia tudo sobre: Liga dos campeões 2011schalke 04

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG