Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São-paulinos pregam respeito ao Santa, mas não cogitam eliminação

Jogadores da equipe paulista mostram confiança total em avançar na Copa do Brasil e não pensam em crise

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Favorito absoluto antes do jogo de ida contra o Santa Cruz na última quarta-feira, o São Paulo hoje convive com a apreensão de, eventualmente, não avançar na Copa do Brasil. Afinal, o placar de 1 a 0 no Recife deu à equipe pernambucana o direito de jogar por um empate no jogo de volta ou até perder por um gol se marcar pelo menos uma vez.

Diante da nova situação, os jogadores da equipe paulista fazem questão de valorizar o adversário o máximo possível. “O Santa Cruz está na Série D, mas não é um time de Série D. É um time que tem camisa, tem história, tem uma torcida enorme e soube jogar contra a gente, fez uma grande partida”, disse o lateral-esquerdo Juan.

“Quando se trata de Copa do Brasil não importa se é Série D ou não. O Santa Cruz é uma equipe muito boa, marca bastante, tem jogadores de qualidade e está preparada para tudo esse ano. Não é o fim do mundo ter perdido de 1 a 0 fora. Aqui dentro da Arena [Barueri, local do jogo de volta] não passa nada na cabeça de nós jogadores que não seja a vitória”, afirmou o zagueiro Alex Silva.

O discurso de respeito, porém, dá espaço a uma postura de confiança total. E mais: os são-paulinos demonstram que o fato de terem sido derrotados na partida de ida e, consequentemente, terem a classificação para a próxima fase questionada, mexeu com os brios da equipe.

“Temos que tirar essas coisas como lição. Talvez se nós tivéssemos vencido por 1 a 0 iríamos entrar relaxados. Mas agora cutucaram a onça com vara curta e com certeza o São Paulo vai ser forte para conseguir a classificação”, disse Alex.

Mesmo com toda essa confiança e vontada, no entanto, os jogadores sabem que a eliminação prematura não é uma possibilidade descartada. E já afirmam que mesmo que isso aconteça, não será motivo para dizer que o time está em crise.

“Do lado do torcedor seria uma chateação muito grande e entre nós jogadores uma tristeza e uma pressão imensa. Por isso nem passa pela cabeça a eliminação. Falar em crise seria exagerado. Não seria o caso de dispensar o treinador. O Paulo vem fazendo um grande trabalho. O que ia aumentar seria a pressão para vencer o Paulista e o Brasileiro”, afirmou o camisa 3.

Leia tudo sobre: são pauloalex silvajuancopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG