Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São-paulinos confiam no centésimo de Ceni contra o Corinthians

Zagueiro Alex Silva diz ter certeza do gol e volante Jean fala em cavar falta ou pênalti se tiver chance

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Depois de Rogério Ceni marcar contra o Paulista o 99º gol de sua carreira, a ansiedade pelo centésimo tomou conta do elenco do São Paulo. Os companheiros do camisa 1 não escondem a imensa torcida para que a marca histórica seja alcançada no clássico deste domingo, contra o Corinthians, na Arena Barueri.

“Seria bom demais, maravilhoso. E do jeito que o Rogério nasceu pra brilhar eu tenho certeza que vai sair no domingo. Seria melhor se fosse no Morumbi, mas para mim e para todos os são-paulinos vai ser muito marcante, uma coisa pra lembrar a vida inteira”, disse Alex Silva, que sugere até uma estátua do goleiro na Arena Barueri caso sua previsão se confirme.

O zagueiro só não coloca o novo recorde do capitão como mais importante que a vitória no clássico. Principalmente pelo objetivo declarado dos são-paulinos de encerrarem o mais rápido possível o tabu contra um dos maiores rivais, que já passa dos quatro anos sem vitórias.

“Não podemos jogar só pensando nisso [centésimo gol de Rogério Ceni]. Tem o tabu no meio também, então é importante jogarmos bem. Mas tenho certeza que se conseguirmos uma faltinha na entrada da área ou um pênalti em uma jogada individual ele vai ter a chance de fazer o centésimo”, afirmou.

O volante Jean também aguarda pelo gol histórico, e explica como o resto do time e ele particularmente pode contribuir para isso: “não é nem só por causa do centésimo. Mas eu quando estou ali perto da área penso nisso, que o jeito que ele bate na bola é um bom motivo para a gente querer sofrer falta ali. Para ele é como se fosse um pênalti”.

Toda essa ansiedade, porém, já poderia ter se encerrado não fossem as arbitragens dos últimos jogos do São Paulo. No último domingo, contra o Grêmio Prudente, o São Paulo reclamou de dois pênaltis não marcados. E na noite de quarta-feira, contra o Paulista, de mais uma infração ignorada pelo árbitro.

A diretoria chegou a mandar uma carta à Federação Paulista de Futebol protestando oficialmente contra os supostos erros e não fugiu da polêmica ao comentar o reflexo deles na busca pelo recorde de Ceni. “Se o São Paulo não fosse filiado à Federação Paulista, o Rogério provavelmente estaria atrás do seu gol número 120”, disse o diretor de futebol do clube, João Paulo de Jesus Lopes.

Leia tudo sobre: são paulocorinthiansalex silvajeanrogério ceni

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG