Time paulista atravessa fase instável, mas segue na briga pela liderança graças aos tropeços dos líderes do Brasileirão

Por conta de tropeços ainda maiores de seus principais concorrentes, a sequência de cinco jogos sem vitórias do São Paulo não custou tão caro. Mas, a nove rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o time tenta se reerguer às 18h (de Brasília) deste domingo, em visita a um rival que não briga pelo título: o Atlético-GO .

Adilson Batista minimizou a falta de triunfos ao lembrar que ela ocorreu diante de adversários bem cotados como Corinthians, Botafogo, Flamengo, Cruzeiro e Inter. Para se reerguer, o técnico terá pela frente, no Serra Dourada, a equipe que estragou sua estreia no São Paulo ao empatar por 2 a 2 e motivar vaias no Morumbi.

LEIA MAIS: São-paulino, goleiro rival quer ser o novo Rogério Ceni

"Mas agora é outro jogo. O próprio Atletico-GO não estava tão bem e agora está melhor. Precisamos nos concentrar bastante e conversar para não vacilarmos mais", receitou Rhodolfo, em clara defesa do pressionado comandante, alvo recorrente de protestos da torcida.O clube, porém, segue à caça da liderança. Começa o domingo em quinto lugar e a três pontos de Corinthians, Vasco e Flamengo, que dividem a primeira colocação. E não pode mais tropeçar para evitar o risco de limitar seu objetivo na competição à conquista de uma vaga na Libertadores da próxima temporada.

"No campeonato tem acontecido muitas coisas. Precisamos de uma arrancada, mas teremos um jogo difícil contra o Atlético-GO , que muitos davam como rebaixado e hoje está bem graças a um grande trabalho do Hélio dos Anjos. Necessitamos de competitividade e força para vencermos", definiu Adilson, que já discursou ao elenco exigindo o fim dos vacilos.

TABELA: São Paulo é 5º colocado, mas pode virar líder. Veja classificação

Para assegurar a qualidade que o técnico exige, o São Paulo terá que superar dois desfalques importantes na defesa: João Filipe e Juan, ambos suspensos. Na zaga, Xandão será o escolhido. Já na lateral esquerda, como Henrique Miranda está com a Seleção Brasileira que disputa os Jogos Pan-americanos, Carlinhos Paraíba ou Luiz Eduardo podem ser improvisados.

Luis Fabiano ainda não desecantou e neste domingo segue em busca do primeiro gol
Gazeta Press
Luis Fabiano ainda não desecantou e neste domingo segue em busca do primeiro gol

No meio-campo, Denilson, que cumpriu gancho na última rodada, retoma seu lugar na cabeça de área. A dúvida é se terá a companhia de Wellington ou Carlinhos Paraíba. Mais à frente, Lucas, de volta da seleção brasileira, assume o lugar que era ocupado por Rivaldo com a missão de municiar Dagoberto e Luis Fabiano.

TWITTER: Siga o iG São Paulo e mantenha-se informado sobre o clube

Do outro lado, menos problemas e meta não tão ambiciosa: seguir com uma campanha regular que garanta a permanência na Série A e, se possível, uma vaga na Copa Sul-Americana.

O Atlético-GO iniciou a rodada em 12º lugar, na zona de classificação para o torneio continental e a nove pontos da faixa que define os rebaixados. Para continuar nesta faixa intermediária, só terá que superar o desfalque de Adriano, suspenso. Mas o titular Rafael Cruz já retomaria sua vaga na lateral direita. O volante Agenor, que é reserva, também cumpre suspensão.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO X SÃO PAULO

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 16 de outubro de 2011, domingo
Horário: 18 horas (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-DF)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e Fabio Pereira (TO)

ATLÉTICO-GO: Márcio; Rafael Cruz, Anderson, Gilson e Thiago Feltri; Pituca, Marino, Vitor Junior e Bida; Felipe e Anselmo
Técnico: Hélio dos Anjos

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Piris, Xandão, Rhodolfo e Carlinhos Paraíba; Denilson, Wellington, Cícero e Lucas; Dagoberto e Luis Fabiano
Técnico: Adilson Batista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.