Tamanho do texto

Nas últimas três vezes que venceu por um gol de diferença no jogo de ida dentro de casa, time foi eliminado

O São Paulo entrará em campo nesta quinta-feira no estádio da Ressacada podendo jogar por um empate para eliminar o Avaí e avançar às semifinais da Copa do Brasil . Caso faça um gol, poderá até perder por um gol de diferença para se classificar. Mas se depender do histórico recente, esta vantagem não deve animar tanto o time do Morumbi.

Siga o iG São Paulo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

São Paulo venceu jogo de ida por 1 a 0 e pode até empatar com Avaí para seguir na Copa do Brasil
AE
São Paulo venceu jogo de ida por 1 a 0 e pode até empatar com Avaí para seguir na Copa do Brasil
Nas últimas ocasiões em que venceu por um gol de diferença o primeiro jogo de um confronto mata-mata jogando a partida de ida dentro de casa, o time sempre acabou se dando mal. A última vez aconteceu nas quartas de final da Copa Libertadores de 2008, contra o Fluminense , em situação idêntica à atual. Depois de vencer por 1 a 0 no Morumbi, o São Paulo acabou eliminado por conta da derrota por 3 a 1 na partida de volta no Maracanã.

Também em 2008, outra eliminação depois de sair na frente aconteceu contra o Palmeiras , pela semifinal do Campeonato Paulista. A diferença foi apenas nos placares. O São Paulo ficou em vantagem depois de vencer o Palmeiras por 2 a 1 no primeiro jogo, no Morumbi. Mas no segundo, que ficou conhecido pelo episódio do gás no vestiário, perdeu por 2 a 0 no Parque Antárctica e ficou fora da final.

Outra situação idêntica à atual aconteceu nas oitavas de final da Libertadores 2007, contra o Grêmio . Vitória por 1 a 0 no Morumbi no jogo de ida e eliminação na partida de volta, com 2 a 0 para o rival gaúcho no jogo do Olímpico. Ou seja, a vantagem é boa, mas cuidados também são necessários.

“Se tratando de Copa do Brasil a vantagem é boa sim. É um jogo perigoso pra gente, mas mais pro Avaí. Se o São Paulo sair na frente lá, dificilmente vamos perder essa classificação. Então a preocupação é maior para eles. Eles vão ter que vir para cima, mas também vão ter que ter cuidado pelos jogadores rápidos que o São Paulo tem”, afirmou nesta terça-feira o zagueiro Alex Silva .