No milésimo jogo de Rogério Ceni, equipe superou o Atlético-MG em casa e assumiu a ponta provisoriamente

nullFoi difícil, mas a festa de Rogério Ceni acabou com o final feliz para o São Paulo , que derrotou o Atlético-MG por 2 a 1, no Morumbi, e assumiu a liderança provisória do Campeonato Brasileiro. Provisória, porque o Corinthians joga nesta quinta-feira contra o Flamengo, no Pacaembu, e pode retomar a ponta da tabela em caso de vitória ou empate diante dos cariocas.

Veja também: Infográfico com os números da carreira de Rogério Ceni

Antes da partida, como era de se esperar, muitas homenagens ao goleiro Rogério Ceni . Ele foi recepcionado por centenas de crianças e ainda recebeu uma placa pelo seu milésimo jogo pelo clube, entregue das mãos do presidente Juvenal Juvêncio. Além do mandatário, o ex-governador e ex-presidente do clube Laudo Natel e o atacante Luis Fabiano participaram da solenidade no gramado.

"Estou fazendo 91 anos na semana que vem, muito feliz de fazer parte dessa festa, o Rogério é um grande ídolo depois de marcar cem gols e agora chega a mil jogos", afirmou Laudo Natel.

Dentro de campo, porém, o duelo contra os mineiros não teve nada de festa, apesar do gol de Lucas, logo aos 26 segundos de jogo. Isso porque 11 minutos mais tarde, o zagueiro Réver foi para a área e empatou de cabeça após cobrança de escanteio. Ceni, o personagem do dia, nem se mexeu e só olhou a bola entrar na sua meta.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e ajude o clube a subir no ranking

No segundo tempo, aos seis minutos, Dagoberto recolocou o São Paulo na frente após soltar uma bomba de fora da área. No decorrer de toda segunda etapa, o Atlético partiu para cima tentando o empate, enquanto os anfitriões apostavam nos contra-ataques. Entretanto, Leonardo Silva foi expulso, deixou os mineiros com um a menos, facilitando as coisas para os donos da casa. E o placar ficou mesmo no 2 a 1.

O próximo jogo do São Paulo será no domingo que vem, às 18h (de Brasília), contra o Grêmio, no estádio Olímpico. No mesmo dia e horário, o Atlético-MG recebe o Bahia, na Arena do Jacaré.

O jogo
Empurrado pelos 60 mil torcedores que lotaram o Morumbi, o São Paulo tratou logo de fazer a alegria do público. Antes do primeiro minuto, aos 26 segundos, Lucas tabelou com Casemiro e recebeu na frente do goleiro Renan Ribeiro. O meio-campista só teve o trabalho de deslocar o arqueiro e balançar as redes.

O Atlético não se abalou com o gol sofrido e buscou a igualdade aos 11 minutos. Após cobrança de escanteio, Réver subiu mais que a zaga são-paulina e cabeceou sem chances para Rogério Ceni, que ficou parado, só olhando a bola entrar.

A equipe da casa tentou desempatar em dois chutes de longa distância. O primeiro de Juan, aos 24 minutos, e outro de Lucas, no minuto seguinte. Em ambas as oportunidades a bola passou raspando a trave atleticana. Lucas ainda teve uma boa chance para marcar aos 37, mas a finalização foi para fora.

Siga o Twitter do iG São Paulo e receba notícias do time em tempo real

No segundo tempo, o São Paulo começou em cima do adversário, a exemplo do que fez na etapa inicial, e conseguiu marcar o segundo tento. Aos seis minutos, Dagoberto recebeu na intermediária, levou a marcação atleticana e soltou uma bomba de fora da área. A bola entrou no canto esquerdo de Renan.

Os visitantes, então, tentaram empatar o jogo novamente, mas o chute de longe de Serginho saiu fraco e Rogério Ceni defendeu no meio do gol. Guilherme também teve uma boa oportunidade. Já dentro da área, ele chutou forte de esquerda, ao lado de Ceni. No São Paulo, Dagoberto apareceu de novo aos 20 minutos, mas sua finalização saiu por cima, muito perto do gol rival.

Aos 35 minutos, Leonardo Silva deu uma tesoura por trás em Carlinhos Paraíba e foi expulso de campo, deixando o Atlético-MG com dez em campo. O zagueiro não tinha cartão amarelo. Com um a mais, o São Paulo quase ampliou em rápido contra-ataque. Rivaldo tocou para Casemiro, que cruzou para Dagoberto. Na saída de Renan, o atacante tentou marcar de cobertura, mas a bola saiu.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 1 ATLÉTICO-MG

Local : Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data : 7 de setembro de 2011 (quarta-feira)
Horário : 16 horas (de Brasília)
Árbitro : Pericles Bassols (RJ)
Assistentes : Wagner de Almeida Santos e Francisco Pereira de Sousa (ambos do RJ)
Público: 60.514 torcedores (3 mil crianças)
Renda: 1.566.195,00 (bruta)
Cartão amarelo: Richarlyson, Pierre, Guilherme, Réver (AMG); Casemiro, Rodrigo Caio, Henrique (SP)
Cartão vermelho: Leonardo Silva (AMG)

GOLS
SÃO PAULO: Lucas, aos 26 segundos do 1º tempo; Dagoberto, aos 6' do 2º tempo
ATLÉTICO-MG: Réver, aos 11' do 1º tempo

SÃO PAULO : Rogério Ceni, Wellington, Rhodolfo, João Filipe e Juan; Rodrigo Caio, Casemiro (Jean), Carlinhos Paraíba e Cícero (Rivaldo); Lucas (Henrique) e Dagoberto. Técnico : Adilson Batista.

ATLÉTICO-MG : Renan Ribeiro; Mancini (Bernard), Réver, Leonardo Silva e Richarlyson; Pierre, Serginho, Fellipe Soutto e Daniel Carvalho; Neto Berola (Magno Alves) e André (Guilherme). Técnico : Cuca.
null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.