Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São Paulo quer ser o último clube da carreira de Luís Fabiano

Diretoria entende que não conseguirá repatriá-lo agora, mas pode conseguir quando ele quiser se aposentar

Gazeta |

O futuro indefinido de Luís Fabiano no Sevilla faz a torcida do São Paulo criar a expectativa quanto ao retorno do atleta ao clube. A diretoria do time paulista até sondou para saber a situação do atleta, mas adota um discurso de que será difícil repatriá-lo neste momento. O sonho é contratá-lo quando estiver mais próximo do fim da carreira.

"O Luís Fabiano é ligado ao nosso clube, temos uma relação amistosa. Sempre que conversamos, ele manifesta o interesse de voltar, mas só poderá quando estiver dentro da realidade, porque tem muito mercado na Europa. Planejamos que ele encerre a carreira aqui e depois continue no clube", afirmou o diretor de futebol são-paulino, João Paulo de Jesus Lopes, que negou ter enviado um representante à Espanha para negociar.

A posição irredutível do clube espanhol em relação ao atleta emperra o São Paulo na expectativa de contratá-lo na próxima janela de transferências. De acordo com o dirigente, só há a possibilidade de acertar o retorno no meio do ano em caso de empréstimo.

"O clube dele está muito firme nas reivindicações financeiras. Não vejo possibilidade de pagar 13 milhões de euros, seria preciso ter uma redução substancial. Só poderia vir por empréstimo, quem sabe renovando o contrato dele lá. Mas é algo que depende mais do jogador", acrescentou.

O empresário do atacante, José Fuentes, nega ter alguma negociação com a cúpula do Morumbi neste momento. "Quatro ou cinco clubes me perguntam sobre ele. Eu converso com o São Paulo, mas não quer dizer que mandaram alguém para lá. Por enquanto, não tem nada. O dia em que o clube fizer oferta concreta, vamos nos pronunciar", despistou.

Luís Fabiano já deixou claro que considera seu ciclo no Sevilla perto do fim e reiterou seu carinho pelo São Paulo. Porém, o clube espanhol ainda não demonstrou intenção de liberá-lo.

Leia tudo sobre: futebol mundialespanhasão paulomercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG