Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São Paulo pega a Portuguesa e quer paz com a torcida

Equipe quer buscar quarta vitória seguida para esquecer momento ruim e voltar ao caminho dos títulos

AE |

selo

Atrás dos maiores rivais na tabela de classificação do Campeonato Paulista , o São Paulo aumentou a desconfiança da torcida ao não conseguir eliminar o jogo de volta com o pouco expressivo Independente, do Pará, pela Copa do Brasil - venceu apenas por 1 a 0 , em Belém. Neste domingo, no Morumbi, o clube sentirá o peso da cobrança se não mostrar bom futebol, às 16h, contra a Portuguesa.

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

Gazeta Press
Leão não revelou o time que vai a campo neste domingo
Com o excesso de lesões neste início da temporada, a equipe de Emerson Leão é a única que não deu à torcida a alegria de vencer clássicos. Para piorar, tem mostrado dificuldades contra adversários fracos nas últimas partidas - além da vitória insuficiente contra o Independente, marcou só no último minuto contra o XV de Piracicaba , que ocupa a lanterna do Paulistão.

Após o jogo em Belém, Leão reclamou do excesso de jogadas individuais da equipe, em crítica direcionada à dupla Fernandinho e Lucas . O último, por sinal, desabafou nas redes sociais , também sem mencionar diretamente o treinador. No treino da última sexta-feira, Leão cobrou bastante movimentação do garoto. "Ele precisa definir melhor o posicionamento. Deve avançar vindo das pontas, nunca pelo meio", afirmou o treinador.

Fato é que o mau futebol tem incomodado a todos no clube. Leão se agarra aos resultados e lembra que o time sofreu apenas uma derrota até agora na temporada - perdeu por 1 a 0 para o Corinthians, no Pacaembu. "Jogamos 13 partidas e perdemos apenas uma, com um homem a menos (João Filipe foi expulso) desde o início do segundo tempo e um pênalti desperdiçado (por Jadson)", lembrou o treinador. "Então, a cobrança, às vezes, não é certa".

Leia mais: Cada gol de Luis Fabiano pelo São Paulo custou R$ 1,75 milhão

Leão, que desde sua chegada ao clube mantinha o costume de abrir a escalação às vésperas de cada jogo, manteve o mistério e realizou apenas coletivo na manhã do sábado, em atividade fechada. A principal dúvida é sobre a manutenção de Fernandinho entre os titulares - em Belém, o atacante não se acertou ao lado de Lucas na armação de jogadas para Luis Fabiano .

A mudança, contudo, deve ser somente na postura, não na escalação. Em busca de melhor forma física e técnica, o meia Jadson não deve atuar, assim como o volante Fabrício, ainda machucado. A única alteração na equipe que gerou frustração no triunfo por 1 a 0 no Pará, na quarta-feira, deve ser a saída do suspenso Paulo Miranda, com Edson Silva em seu lugar.

Com esses atletas, o São Paulo atingirá uma sequência de vitórias inédita na temporada caso some três pontos. O clube não triunfa quatro vezes seguidas desde o início do Campeonato Brasileiro do ano passado, no qual a equipe, sob o comando de Paulo César Carpegiani, começou sua trajetória ganhando nas cinco primeiras rodadas.

A Portuguesa vive situação bem oposta. O time iniciou o Paulistão cotado como um dos favoritos ao título, mas chega à 13ª rodada em 13º lugar, a sete pontos da faixa da tabela que garante vaga nas quartas de final. A reação precisa ser imediata para o clube ainda ter chances de não ser eliminado logo na primeira fase do Estadual.

Para visitar o Morumbi, Jorginho, que terá mais uma vez o desfalque do machucado lateral esquerdo Marcelo Cordeiro, não contará com outra de suas principais forças: o lateral direito Luis Ricardo, que cumpre gancho por acúmulo de amarelos. O substituto será o garoto Ivan.

Em contrapartida, a Portuguesa terá os reforços do volante Boquita e do meia-atacante Ananias, que não atuaram contra o Cuiabá na última quinta-feira, na estreia da equipe na Copa do Brasil. Os dois jogadores vão tentar a ajudar a Lusa a superar um tabu: o time não vence nenhum dos quatro grandes desde 17 de janeiro de 2010, quando bateu o São Paulo no Morumbi por 3 a 1.

Longe de repetir o futebol vistoso apresentado no Campeonato Brasileiro da Série B no ano passado, a Portuguesa vem tropeçando contra times de menor expressão, como o Catanduvense, que arrancou um empate sem gols em pleno Canindé na última rodada. Depois de reclamar da postura defensiva dos rivais, Jorginho espera uma partida diferente neste domingo.

"Espero que seja um grande jogo. São duas equipes que gostam de jogar ofensivamente e isso é bom, não vai ficar aquele jogo amarrado onde só uma equipe busca o jogo. Esperamos estar em uma tarde feliz e que os três pontos venham para o Canindé", declarou o comandante lusitano.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X PORTUGUESA

 

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 11 de março de 2012, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Mauro André de Freitas (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza e Philippe Lombard (ambos de SP)

SÃO PAULO: Denis; Piris, Rhodolfo, Edson Silva e Cortez; Denilson, Casemiro e Cícero; Lucas, Fernandinho e Luis Fabiano
Técnico: Emerson Leão

PORTUGUESA: Weverton; Ivan, Renato, Rogério e Raí; Guilherme, Boquita (Léo Silva), Henrique e Diego Souza; Ananias (Vandinho) e Ricardo Jesus
Técnico:
Jorginho

*com agências de notícias

Leia tudo sobre: campeonato paulista 2012são pauloportuguesaleãojorginholucas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG