Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São Paulo multa Dagoberto por desentendimento com Carpegiani

Diretoria punirá o atacante com corte de 10% no salário após bate-boca na vitória sobre o Linense

Levi Guimarães, iG São Paulo |

A discussão entre o técnico Paulo César Carpegiani e Dagoberto na noite de quinta-feira durante a partida contra o Linense já gerou uma punição para o jogador. O vice-presidente de futebol do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, confirmou que o clube aplicará uma punição de 10% no salário do atacante pelo ato de indisciplina.

Leco reconheceu que Dagoberto é um jogador que “está dando trabalho”, já que esta não é a primeira vez que o camisa 25 precisa ser punido pela diretoria. Na outra ocasião, a multa foi consequência de um cartão vermelho recebido no jogo contra a Portuguesa pelo Campeonato Paulista de 2010.

Em relação a uma possível punição técnica - como deixar a titularidade do São Paulo ou até não ser mais relacionado para as partidas da equipe -, o diretor deixou a decisão à cargo de Carpegiani. Após a partida, o treinador afirmou que manteria o comportamento profissional e continuaria escalando Dagoberto enquanto considerar que ele é a melhor alternativa para a posição.

O episódio ainda serviu para expor mais uma vez o discurso contraditório da diretoria são-paulina. Mesmo com a confirmação vinda do vice-presidente de futebol Leco, o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes não confirmou nem negou a punição, dizendo que o assunto vai ser tratado apenas internamente.

"[Informação sobre a multa de 10%] não procede. O que eu posso dizer é que ouvimos o treinador, ouvimos o jogador e fizemos o nosso juízo de valor. A conclusão é interna, punições disciplinares não são divulgadas. Esse assunto não é tratado externamente", afirmou o dirigente.

O bate-boca

Dagoberto e Carpegiani discutiram durante o segundo tempo da vitória por 3 a 2 sobre o Linense. Após ser cobrado pelo treinador em relação a seu posicionamento, o atacante respondeu gesticulando de forma contundente, o que irritou o comandante são-paulino.

Na coletiva de imprensa após o jogo, Carpegiani confirmou que teve uma conversa reservada com o jogador e que “falou forte”. Principal admirador do futebol de Dagoberto, ele vinha convencendo a diretoria a não negociar a saída do atleta, mas disse que a partir de agora não irá mais “brecar” uma possível transferência.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG