Rogério Ceni marcou de pênalti o primeiro da equipe. Marcelinho Paraíba decretou o placar de 2 a 0

nullNeste domingo, o São Paulo derrotou o Mogi Mirim por 2 a 0 e, apesar da falta de entrosamento e do cansaço precoce, mostrou um futebol regular. Destaque para o lado esquerdo do Tricolor, formado pelo recém-contratado Juan, Carlinhos Paraíba e Fernandinho. O trio criou a maioria das oportunidades da equipe do Morumbi e deu mostras de que poderá deslanchar no decorrer da competição.

Mesmo com as expectativas, o técnico Antonio Carlos Zago não pôde contar com o 'presidente-jogador' Rivaldo, que não conseguiu a regularização da Fifa. Por se tratar de uma transação internacional (o pentacampeão estava no Bunyodkor, do Uzbequistão), o Mogi Mirim teve apenas um dia para despachar a papelada - o prazo foi aberto no sábado -, mas não obteve êxito. Desta forma, coube ao veterano Paulo Isidoro, no auge de seus 37 anos, liderar o time interiorano.

Pelos lados do São Paulo, a novidade foi a reestreia do lateral esquerdo Juan. O atleta, que estava no Flamengo, foi revelado no Morumbi e retornou à sua 'casa' nesta temporada. No comando de ataque, o técnico Paulo César Carpegiani optou por Mazola e Fernandinho. Outra aposta no Tricolor foi a escalação de Jean na lateral direita e Ilsinho no meio de campo.

nullO jogo

Logo aos dois minutos, o São Paulo tabelou pela esquerda e Juan descolou cruzamento. Na área, o zagueiro Tiago Alves tentou dominar e acabou usando o braço. Pênalti para o Tricolor. Rogério Ceni cobrou e anotou o 94º gol na carreira, o 43º convertido da marca da cal. O São Paulo, carente de títulos estaduais desde 2005, iniciou o Paulistão 2011 de forma fulminante.

Mesmo com o gol, o São Paulo continuou partindo pra cima, principalmente pelo lado esquerdo do campo. Em uma destas investidas, o lateral esquerdo Juan cortou para o meio e chutou de direita. Mas a bola acabou subindo demais.

Voltando de férias, o ritmo dos visitantes acabou diminuindo, ao mesmo tempo em que o Mogi apertou a marcação. Contudo a equipe da capital mostrou-se eficaz na troca de passes e, aos 31 minutos, Ilsinho recebeu dentro da área, cortou o zagueiro e chutou forte. Boa defesa do goleiro João Paulo.

Já nos acréscimos, outra boa trama do São Paulo. Após contragolpe puxado por Juan, Ilsinho recebeu e encontrou o próprio lateral dentro da área. Juan emendou, porém parou na defesa do arqueiro adversário.

Nos 45 minutos finais, a toada do embate foi bem mais burocrática. Castigados pelo sol do interior paulista, os times passaram a tocar mais a bola. O São Paulo adotou uma postura mais defensiva, ao contrário do Mogi, que partiu pra cima em busca do empate, sobretudo com chutes de longa distância. 

Rogério Ceni, o herói da tarde, segurou todas as batidas e assegurou os primeiros três pontos da temporada, na qual o clube - acostumado a competir a Libertadores da América - disputará o Paulistão e a Copa do Brasil no primeiro semestre. Minutos antes do apito final, Fernandinho bateu por cobertura e Marcelinho Paraíba concluiu, de cabeça, para liquidar o duelo. Foi o tento de número 50 do meio-campista com a camisa tricolor.

Na próxima rodada, o Tricolor do Morumbi receberá o estreante São Bernardo. Já o Sapão da Mogiana buscará o primeiro triunfo no Paulistão contra a Ponte Preta, em Campinas.

Lateral Carlinhos Paraíba foi um dos destaques do São Paulo na estreia vitoriosa no Paulistão
Futura
Lateral Carlinhos Paraíba foi um dos destaques do São Paulo na estreia vitoriosa no Paulistão
FICHA TÉCNICA
MOGI MIRIM 0 X 2 SÃO PAULO

Local: Estádio Romildo Vitor G. Ferreira, em Mogi Mirim (SP)
Data: 16 de janeiro de 2011, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Maria Eliza Correia Barbosa
Assistentes adicionais: Robinson José Andréa de Góes e Marcio Henrique de Góis
Cartões amarelos: Tiago Alves (Mogi Mirim); Cléber Santana e Carlinhos Paraíba (São Paulo)

GOLS: SÃO PAULO: Rogério Ceni, aos 4 minutos do primeiro tempo, e Marcelinho Paraíba, aos 41 minutos do segundo tempo

MOGI MIRIM: João Paulo; Niel, Thiago Alves, Audálio e João Paulo Gomes; Val, Baraka, Paulo Isidoro (Geovane) e Bruno de Jesus (Léo Paraíba); Ricardinho (Paraíba) e Roberto Jacaré
Técnico: Antônio Carlos Zago

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Alex Silva, Miranda e Juan; Rodrigo Souto, Carlinhos Paraíba, Cleber Santana (Marcelinho Paraíba) e Ilsinho (Renato Silva); Fernandinho e Mazola (Dagoberto)
Técnico: Paulo César Carpegiani

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.