Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São Paulo fechará 2010 como pior ano da década

Mesmo que vença os últimos quatro jogos do Brasileirão, clube terá pior aproveitamento e maior número de derrotas das últimas dez temporadas

Levi Guimarães, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861575923&_c_=MiGComponente_C

Um ano para se esquecer. Ou, no máximo, a ser lembrado para que os erros sirvam de lição. Assim foi o 2010 do São Paulo. A quatro rodadas do final do Campeonato Brasileiro, já é possível afirmar que o time teve seu pior ano na década. Além de não conquistar nenhum título pelo segundo ano seguido, o clube do Morumbi já acumula o maior número de derrotas das últimas dez temporadas e o pior aproveitamento da década.

Até agora, em 67 jogos disputados em 2010, o São Paulo perdeu 21. Mesmo que não perca mais na reta final do Brasileirão, a marca já é a pior da década, ao lado de 2005. Aquele ano, no entanto, foi justamente o mais vitorioso do clube no período, com títulos do Campeonato Paulista, Libertadores e Mundial de Clubes.

O alto número de derrotas na ocasião foi consequência da prioridade dada às competições mais importantes daquele ano, que teve uma maratona de jogos muito maior - em 2005 o São Paulo disputou 81 partidas entre Paulistão, Libertadores, Brasileirão e Mundial, dez a mais do que o time terá jogado ao final de 2010.

No restante da década, a terceira pior temporada nesse critério foi 2002, quando o time perdeu 18 vezes. E os anos com menos derrotas foram 2006 e 2008, quando o clube conquistou, respectivamente, o tetra e o hexacampeonato brasileiro.

Se no caso do número de derrotas 2010 está empatado com o ano mais vitorioso da década, em relação ao aproveitamento de pontos o ano em andamento é disparado o pior. Até agora, foram conquistados 54,72% dos 201 pontos disputados. O segundo pior ano nesse quesito, 2002, terminou com a marca de 58,06%. E mesmo se vencer todos os quatro jogos que lhe restam, o São Paulo terminará o ano com o pior aproveitamento nos dez anos, que seria de 57,27%.

A má campanha são-paulina no ano foi consequência, principalmente, da prioridade dada à Copa Libertadores até a eliminação diante do Internacional. Esta prioridade, na verdade, foi dada pelo clube em todas as últimas temporadas. A diferença em 2010 foi que o time não reagiu no Brasileirão depois de ser eliminado na competição continental e substituir o técnico Ricardo Gomes pelo interino Sérgio Baresi.

Considerando apenas os números do Campeonato Brasileiro, o São Paulo terá em 2010 o segundo pior desempenho na competição, superando 2005 - vale dizer novamente, o ano em que o campeonato nacional foi completamente esquecido para dar espaço à preparação para o Mundial.

Naquela temporada, com 22 clubes na disputa, o São Paulo terminou em 11º e teve aproveitamento de 46,03% dos pontos. Na atual, ocupa hoje a nona posição e tem, até agora, 49,01%. Uma sequência de vitórias nas quatro últimas rodadas, atrelada a uma improvável combinação de resultados dos adversários, pode até permitir que o time termine com o quarto lugar na tabela. Mas o aproveitamento chegaria no máximo a 54,72%, abaixo dos 54,76% de 2001, terceiro pior ano desde a virada do século.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolsão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG