Tamanho do texto

Dirigente estava na superintendência de futebol do clube, mas continuará atuando apenas como conselheiro

Marco Aurélio Cunha não deve permanecer na superintendência de futebol do São Paulo. O dirigente passa férias nos Estados Unidos e deve conceder entrevista para oficializar sua saída quando retornar, com a justificativa de que está tendo dificuldades para conciliar o trabalho no clube com a função de vereador. Ele continuará atuando apenas como conselheiro.

"O Marco Aurélio me disse que precisava de férias e é isso o que sei. Por enquanto não há nada oficial, mas vamos aguardar o retorno dele. Entendemos que ele está muito atribulado na função de vereador, até porque é uma pessoa muito ativa", explicou o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes.

A saída de Marco Aurélio não será grande novidade no Tricolor, pois ele já sinaliza a possibilidade há cerca de seis meses, chegando inclusive a colocar o cargo à disposição. O São Paulo promete analisar a situação caso a demissão se confirme, mas não deve contratar um substituto.

"Temos um gerente de futebol (José Carlos dos Santos) e um auxiliar técnico (Milton Cruz) extremamente competentes e ambos podem equacionar essa perda", concluiu Jesus Lopes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.