Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São Paulo empata com o Vasco e vê Libertadores muito distante

Time fica no 1 a 1 em São Januário e precisa de combinação de resultados para não ficar fora da competição sul-americana pela primeira vez desde 2004

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860308260&_c_=MiGComponente_C

O São Paulo entrou em campo neste domingo para uma de suas últimas cartadas na busca por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. Mas o empate em 1 a 1 com o Vasco, um time sem aspirações no Campeonato Brasileiro, praticamente sepultou a esperança de alcançar o seu objetivo.

Com 51 pontos, o time está cinco atrás do Atlético-PR, que seria o último classificado para a Copa Libertadores através do Campeonato Brasileiro. Mas essa vaga só será válida se Palmeiras ou Goiás não vencerem a Copa Sul-Americana. Os times disputam uma vaga na decisão do torneio.

Assista aos gols do jogo

Se o São Paulo realmente ficar fora da Libertadores, será a primeira vez em sete anos que isso acontece. O time disputa a principal competição continental desde 2004. Nesse período, foi campeão da Libertadores e Mundial de Clubes em 2005 e tricampeão brasileiro entre 2006 e 2008.

O jogo

Para evitar que sua série de participações na Libertadores acabasse, o São Paulo pouco fez em campo para isso. O Vasco foi muito mais ousado e poderia ter terminado o primeiro tempo na frente.

O goleiro Fernando Prass até fez duas boas defesas. A primeira em chute de Jorge Wagner, aos sete minutos, e outra aos 12, em jogada de Dagoberto. Mas o Vasco acertou a trave de Rogério Ceni em bonito chute do lateral-esquerdo Diogo. No rebote do goleiro, Jonathan chutou fraco.

Apesar de ter maior domínio do jogo, o Vasco finalizava pouco. Numa de suas chances, Zé Roberto acertou um bonito chute da entrada da área, mas Rogério Ceni segurou firme, aos 38. No fim, em cobrança de falta de Irrazábal, o goleiro do São Paulo espalmou esquisto, mas mandou a bola para escanteio.

O Vasco ainda sentia falta de maior criatividade no meio. Uma das causas era mais uma vez a ausência de Carlos Alberto. Ele chegou a ser confirmado para o jogo, mas ficou fora por causa de uma virose. Sua última partida foi no dia 25 de setembro, na derrota por 1 a 0 para o Guarani.

O São Paulo também sentiu falta de Dagoberto, que saiu machucado no primeiro tempo para a entrada de Marlos. Por isso, o técnico Carpegiani colocou Cléber Santana no lugar de Zé Vítor no intervalo.

Mas quem finalmente conseguiu fazer uma boa jogada foi Eder Luis. Ele recebeu a bola do lado esquerdo de ataque, puxou para o meio e acertou um belo chute, marcando um golaço, aos 16 minutos do segundo tempo. O nono dele no Campeonato Brasileiro.

O gol sequer despertou uma maior ambição do São Paulo no jogo. Carpegiani então colocou Lucas Gaúcho no lugar de Jorge Wagner. Em pouco, o garoto empatou o jogo, completando de letra o cruzamento de Jean, aos 25 minutos, e deu números finais ao confronto.

FICHA TÉCNICA - VASCO 1 x 0 SÃO PAULO
Local: Sâo Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 14 de novembro de 2010
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Lincoln Ribeiro Taques e Fábio Rodrigo Rubinho (ambos do MT)
Renda: R$ 143.875,00
Público: 5.674 pagantes
Cartões amarelos: Rômulo, Felipe, Jeferson Silva (Vasco) e Lucas (São Paulo)

GOLS:
Vasco: Eder Luis, aos 16 minutos do segundo tempo
São Paulo: Lucas Gaúcho, aos 25 minutos do segundo tempo

VASCO: Fernando Prass. Irrazábal, Cesinha, Dedé e Diogo (Carlinhos); Rômulo, Rafael Carioca (Renato Augusto), Felipe e Zé Roberto; Eder Luis e Jonathan (Jeferson Silva)
Técnico: PC Gusmão

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Zé Vítor (Cléber Santana), Carlinhos Paraíba, Jorge Wagner (Lucas Gaúcho) e Lucas; Dagoberto (Marlos) e Fernandão
Técnico: Paulo César Carpegiani

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG