Equipe paulista ainda sonha com o título, enquanto o time de Salvador segue ameaçado pelo rebaixamento

null

O São Paulo encara o Bahia neste sábado, a partir das 19h (de Brasília), em Salvador, precisando vencer o desesperado rival para seguir com chances de título no Campeonato Brasileiro . Elas são remotas, mas ainda existem. Para isso, o time do técnico Emerson Leão precisa superar alguns tabus em Pituaçu.

Veja também: No 1º turno, o São Paulo venceu o Bahia por 3 a 0. Relembre

Leão conta com o retorno de Luis Fabiano
Vipcomm
Leão conta com o retorno de Luis Fabiano
O primeiro é voltar a vencer. O São Paulo não triunfa há oito rodadas e, com isso, caiu para a 7ª colocação do torneio nacional. O segundo é marcar gols. No Brasileiro, a equipe não balança as redes do adversário há quatro partidas. Por último, um tabu histórico. A equipe paulista não vence o Bahia desde 1971 dentro de Salvador. Neste período, são dez jogos, com cinco empates e cinco derrotas.

Siga o iG São Paulo no Twitter

O técnico Leão acredita que a partida válida pela 33ª rodada será muito aberta, já que as equipes lutam por objetivos distintos no torneio. Com 50 pontos, o São Paulo está a apenas dois da zona de classificação para a Libertadores e oito atrás do líder Corinthians e do vice-líder Vasco . Já o Bahia está apenas duas posições acima da zona de rebaixamento.

"O Bahia está correndo atrás de um objetivo e nosso time de outro. Isso significa que os dois times têm de jogar pela vitória. Assim, o espetáculo tende a ser melhor e mais bonito. Conheço bastante o treinador deles (Joel Santana). Conheço do Bahia o que ele conhece do São Paulo", ressaltou o comandante tricolor.

Para este duelo, o São Paulo tem alguns desfalques. O principal é o goleiro e capitão Rogério Ceni, que sentiu um desconforto no tornozelo esquerdo e sequer viajou para a capital baiana. Juan também não joga, mas por opção do treinador, que preferiu dar um descanso ao lateral e já confirmou Cícero na ala. Casemiro, Cañete, Bruno Uvini e Henrique Miranda seguem machucados, enquanto Xandão está suspenso.

Em contrapartida, Leão conta com os retornos de Dagoberto e Luis Fabiano, que não enfrentaram o Vasco no último domingo. O primeiro estava suspenso, e o segundo se recuperando de dores na coxa. Como o sistema de três zagueiros será mantido, Luiz Eduardo formará o trio defensivo ao lado de Rhodolfo e João Filipe.

Se por um lado o São Paulo não vence há algum tempo, no Bahia a situação é parecida, mas com um agravante, já que o time é apenas o 15º colocado na tabela de classificação e ainda luta contra a degola. Sem conquistar os três pontos há cinco jogos, o técnico Joel Santana tenta passar confiança aos jogadores, mas não esconde a preocupação com o duelo diante dos paulistas.

Joel Santana, técnico do Bahia
AE
Joel Santana, técnico do Bahia
"O Bahia lutou muito para chegar até aqui (Série A), que é o nosso lugar. Temos que estar muito focados para continuarmos aqui", disse o comandante, que poderá contar com os retornos de Jancarlos, Marcos e Magno, todos recuperados de contusões, sendo que os dois últimos podem até começar jogando. Mas Carlos Alberto, que não atua desde a 26ª rodada, ainda não tem condições físicas de jogar. Ricardinho e Ávine, outros que sofrem com lesão, estão igualmente vetados.

Um dos trunfos da equipe baiana para vencer está na lateral. Ou melhor, nas duas laterais. Marcos e Dodô foram bastante elogiados por Joel Santana. "A volta de Marcos é importante para o time. Um jogador voluntarioso e agressivo. O futebol moderno pede por jogadores assim", disse o comandante, que também falou sobre Dodô.

"Ele é uma jovem promessa, que chegou desconhecido no clube, mas está provando em campo ter uma grande qualidade técnica, como são geralmente os laterais brasileiros. Ele tem um potencial muito grande, chuta bem de fora. Mesmo sendo jovem, é um jogador profissional e cumpre as determinações do clube. Tem um futuro brilhante", exaltou Joel.

Veja as imagens da partida do primeiro turno entre São Paulo e Bahia :

FICHA TÉCNICA
BAHIA X SÃO PAULO

Local : Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Data : 5 de novembro de 2011 (sábado)
Horário : 19h (de Brasília)
Árbitro : Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Assistentes : Gilson Bento Coutinho e José Carlos Dias Passos (ambos do PR)

BAHIA : Marcelo Lomba; Marcos, Paulo Miranda, Titi e Dodô; Fahel, Fabinho, Diones e Magno (Camacho ou Nikão); Gabriel e Souza. Técnico : Joel Santana.

SÃO PAULO: Denis; João Filipe, Rhodolfo e Luiz Eduardo; Piris, Wellington, Carlinhos Paraíba, Lucas e Cícero; Dagoberto e Luis Fabiano. Técnico : Emerson Leão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.