Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São Paulo derrota o Ituano e assume liderança do Paulistão

Com mesmos 25 pontos de Corinthians, Santos e Palmeiras, time assume a ponta por ter vitória a mais

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Não foi uma atuação de gala. Mas com uma série de experiências promovidas pelo técnico Paulo César Carpegiani e jogando para o gasto, o São Paulo venceu o Ituano por 2 a 0 no Morumbi e chegou, pela primeira vez em 2011, à liderança do Campeonato Paulista. O volante Jean e o atacante Dagoberto marcaram os gols da vitória.

Com o resultado positivo, o São Paulo chegou a 25 pontos e ultrapassou na tabela de classificação o Mirassol, a Ponte Preta e os outros três grandes do estado, apesar destes terem o mesmo número de pontos conquistados. A vantagem do time do Morumbi está no número de vitórias obtidas até agora: oito em treze rodadas, contra sete dos rivais no mesmo período.

nullApesar de ter vindo de forma relativamente tranquila, a vitória desta quinta-feira não teve o mesmo bom futebol apresentado pelo São Paulo há algumas rodadas. No primeiro tempo, o time sofreu com a marcação a seus atacantes e teve dificuldades para criar boas jogadas ofensivas, abrindo o placar apenas aos 40 minutos com o volante Jean. No segundo tempo, um gol de Dagoberto logo aos quatro minutos trouxe tranquilidade para a equipe administrar o resto do jogo.

A partida serviu para Carpegiani observar algumas experiências, como o zagueiro Xandão mais uma vez jogando improvisado na lateral-direita, o volante Wellington assumindo um lugar no meio de campo e o atacante Willian José como referência na área rival. O resultado também melhorou a sequência invicta do São Paulo. Agora são seis jogos, com cinco vitórias e um empate.

Na próxima, a 13ª do Paulistão, o São Paulo volta a jogar em casa para tentar se manter na liderança do torneio. No domingo, às 16h, o time comandado por Carpegiani recebe o Santo André no Morumbi. Já o Ituano, lutando contra a proximidade da zona de rebaixamento, joga em Itu contra a Portuguesa.

O jogo
O São Paulo teve uma de suas melhores chances de gol no primeiro tempo logo no primeiro minuto de jogo. Ilsinho avançou até a linha de fundo e cruzou da direita. Na entrada da pequena área, Willian José cabeceou em direção ao gol, mas a bola bateu na cabeça de seu marcador. No rebote, Dagoberto ainda dominou na entrada da área e chutou, mas por cima do gol do Ituano.

Na jogada seguinte, o Ituano respondeu. Após jogada pela esquerda, Malaquias recebeu na entrada da área e chutou também por cima da meta adversária. Aos 8 minutos, o meia Lucas fez boa jogada individual pela direita do ataque são-paulino e chutou com a perna canhota, com força, exigindo grande defesa de Marcelo Bonan, que espalmou para escanteio.

AE
Rogério Ceni teve pouco trabalho no jogo
A movimentação no início da partida, porém, durou pouco. O equilíbrio passou a dar o tom do jogo e nenhuma das duas equipes conseguia criar chances de perigo real. Enquanto o São Paulo buscava o ataque pelo lado direito, com Ilsinho e Lucas, o Ituano tentava se aproveitar do setor direito da defesa anfitriã, onde o zagueiro Xandão jogou improvisado como lateral.

Aos 28, finalmente uma nova chance para o São Paulo abrir o placar. O zagueiro Miranda deu uma de atacante, avançou pelo campo do Ituano, tabelou com Dagoberto e chutou da entrada da área. Mais uma vez, no entanto, a bola saiu por cima do gol de Bonan. Três minutos depois o Ituano respondeu com um rápido contra-ataque. O cruzamento rasteiro chegou a passar por Rogério Ceni, mas ninguém apareceu para concluir.

Quando o placar já parecia se encaminhar para o intervalo no 0 a 0, o São Paulo finalmente conseguiu superar a defesa. Os donos da casa passaram mais de um minuto com a posse de bola, procurando e não achando espaços para avançar. Mas a longa troca de passes finalmente acabou bem. Jean tabelou com Willian José e recebeu na intermediária para acertar um belo chute de esquerda, no ângulo, sem chances de defesa.

Assim como havia acontecido na etapa inicial, o São Paulo começou o segundo tempo já ameaçando o goleiro Bonan. Aos dois minutos, Dagoberto recebeu na intermediária e chutou no meio do gol, facilitando a defesa. Aos 4, porém, foi diferente. Willian recebeu de Lucas já dentro da área e demonstrou não ser “fominha”, passando a bola para Dagoberto que, desta vez livre de marcação, bateu e fez 2 a 0.

Mais tranquilo com a vantagem no placar, os donos da casa puderam manter o controle do jogo, ora trocando passes em seu próprio campo para deixar o tempo passar, ora puxando rápidos contra-ataques para tentar ampliar o placar. Em uma das boas chances, aos 16 minutos, Lucas chutou de muito longe, mas mesmo assim exigiu ótima defesa de Bonan.

O Ituano só conseguiu voltar a ameaçar o gol de Rogério Ceni aos 25 minutos. Em jogada pela direita do ataque, Medina escapou da marcação de Juan e bateu com força. A bola ainda desviou na defesa o capitão são-paulino, já batido no lance, viu ela bater em seu travessão.

Nos minutos finais da partida, o Ituano ainda tentou sair para o jogo para descontar, mas foi sempre parado pela defesa ou por conclusões para fora de seus atacantes. O São Paulo desperdiçou algumas chances nos contra-ataques e, já aos 46, viu Bonan fazer uma excepcional defesa em belo chute de Lucas que poderia ter gerado o terceiro gol.

FICHA TÉCNICA - SÃO PAULO 2 X 0 ITUANO

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo-SP
Data: 10 de março de 2011, quinta-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Welton Orlando Wohnrath
Assistentes: Fabio Luiz Freire e William Rogério dos Santos Turola
Público:  8373 pagantes
Renda: R$ 185.646,97
Cartões amarelos: Xandão (São Paulo); Malaquias, Alemão (Ituano)

GOLS
SÃO PAULO: Jean, aos 40 minutos do primeiro tempo; Dagoberto, aos 4 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Xandão, Rhodolfo, Miranda e Juan; Jean, Wellington (Casemiro), Ilsinho (Marlos) e Lucas; Dagoberto e Willian José (Henrique) Técnico: Paulo César Carpegiani

ITUANO: Marcelo Bonan; Marx, Rodrigão e Anderson Sales; Medina, Adoniran, Júnior Urso, Kleiton Domingues (Fernando Russi), Jefferson e Leomir (Alemão); Malaquias (Oliveira) Técnico: Ruy Scarpino

Leia tudo sobre: são pauloituanocampeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG