Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São Paulo corre por renovação com Ricardo Oliveira até sexta-feira

Se negociação não for concluída antes do fim de semana, atacante deve ter de retornar aos Emirados Arábes na próxima segunda-feira; diretor segue otimista

Levi Guimarães, iG São Paulo |

A novela pela permanência do atacante Ricardo Oliveira no São Paulo segue sem final. O clube paulista ainda negocia com o Al-Jazira, dos Emirados Arábes, e mostra confiança em chegar a um acordo, mas ainda não sabe se o jogador virá com novo contrato de empréstimo ou em definitivo. O clube do Morumbi agora corre para tentar chegar a um acordo antes do fim de semana e, assim, evitar que o jogador precise se reapresentar ao clube árabe.

O São Paulo está negociando, trabalhando em cima das reivindicações do Al-Jazira e procurando uma maneira que a gente possa atendê-los e que seja razoável para nós também. Nosso emissário já voltou, mas temos uma pessoa que reside lá e que também tem um trânsito muito bom junto ao Al-Jazira e está nos ajudando, afirmou ao iG o diretor de futebol são-paulino João Paulo de Jesus Lopes, que está liderando as negociações com os árabes.

O próprio dirigente reconhece a necessidade de que as negociações sejam aceleradas. Queremos resolver o mais rápido possível, até porque o Ricardo tem uma obrigatoriedade de voltar para lá no dia 20 [próxima segunda-feira], quando encerra o contrato conosco.

Como as negociações não podem se desenvolver ao longo do fim de semana por conta dos costumes árabes, isso significa que uma definição precisaria acontecer até a tarde de sexta-feira. Só assim seria evitada a viagem do atacante para se reapresentar. Vamos ver se nós conseguimos, é muito difícil a gente garantir, disse João Paulo.

Em relação ao possível novo vínculo de Ricardo Oliveira, o dirigente diz não ver, por enquanto, uma probabilidade maior entre as possibilidades de o jogador ser novamente emprestado ou, desta vez, contratado em definitivo - opção para a qual o São Paulo precisaria firmar parcerias para viabilizar financeiramente a contratação.

Acho que as coisas estão equilibradas. Tanto a possibilidade de empréstimo como a possibilidade de contratação em definitivo, afirmou João Paulo. Desde o fim da temporada 2010, o São Paulo apenas confirmou as saídas do meia Jorge Wagner, do volante Richarlyson e do zagueiro Samuel. Até agora, nenhum reforço foi confirmado.

Leia tudo sobre: futebolsão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG