Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São Paulo avisa que não devolverá a Taça das Bolinhas à Caixa

Departamento jurídico do clube paulista avalia que não está envolvido no processo do Flamengo contra a CBF

iG São Paulo* |

O São Paulo não pretende devolver a Taça das Bolinhas à Caixa Econômica Federal, apesar da determinação da Justiça do Rio de Janeiro. O diretor jurídico Kalil Rocha Abdalla avisou que o clube não faz parte do processo movido pelo Flamengo contra a Confederação Brasileira de Futebol e, por isso, tem a intenção de continuar com o troféu.

"Não cogito devolver, absolutamente. Não recebi intimação nenhuma e, se é um processo entre Flamengo e CBF, como me mandam devolver a taça? Não sou parte deste processo. Acho que não é da competência do juiz determinar uma coisa da qual não faço parte. Está havendo um engano, um equívoco. Não posso cumprir este despacho. Vou ao Rio argumentar", comentou o dirigente.

No processo que tem o Flamengo como autor e a CBF como ré, o juiz Gustavo Quintanilha Telles de Menezes, da 50ª Vara Cível do Rio de Janeiro, determinou que o São Paulo devolva a Taça das Bolinhas à Caixa Econômica Federal em um prazo de 24 horas.

No entanto, Kalil Rocha Abdalla reitera que o Flamengo deveria reivindicar o troféu diretamente junto ao São Paulo. "A ação está mal posta, deveria ser contra o São Paulo ou a Caixa. Há uma semana, o Ricardo Teixeira declarou o São Paulo como campeão. Agora, fala que o título é do Flamengo".

A determinação judicial, no entanto, prevê inclusive a possibilidade de busca e apreensão do troféu, em posse do São Paulo desde a semana passada. E o diretor são-paulino não descarta o risco. "Pode acontecer. Se eu disser que não vou entregar... Não sei, eu ainda vou escrever, ainda vou falar [com o juiz responsável pelo processo]", disse Abdalla.

Entenda o caso - A Taça das Bolinhas é um troféu idealizado pela Confederação Brasileira de Desportos (CBD), atual CBF, juntamente à Caixa Econômica Federal, que premiaria o primeiro clube a ser cinco vezes campeão brasileiro de forma alternada ou três consecutivos. Por ter ganho seu quinto título nacional em 2007, o São Paulo recebeu o troféu na semana passada, após a entidade máxima do futebol nacional definir como 'impossível' o reconhecimento da conquista rubro-negra.

Mas, como o caso teve uma reviravolta e o Flamengo teve seu título de 1987 reconhecido oficialmente na segunda-feira, o clube passou a ser considerado penta em 1992, quando bateu o Botafogo na final. Com isso, seria ele o detentor legal da taça.

* com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: são pauloflamengotaça das bolinhas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG