Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

São Paulo anuncia sua saída da diretoria do Clube dos 13

Em carta publicada no site oficial do clube, Juvenal Juvêncio renuncia à vice-presidência da entidade

iG São Paulo |

Divulgação
Em nota oficial, Juvenal Juvêncio anunciou que deixou a vice-presidência do Clube dos 13
O São Paulo anunciou nesta segunda-feira, em seu site oficial, que não irá mais integrar a vice-presidência do Clube dos 13. O texto, assinado pelo presidente são-paulino Juvenal Juvêncio, é mais um duro golpe no C13, que está envolvido em uma verdadeira guerra ao lado da RedeTV! contra a TV Globo , pela venda dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de 2012 a 2015. Desde que começou a disputa, o São Paulo era um dos principais aliados do presidente do C13, Fábio Koff.

"Honrado com a oportunidade e com a certeza de que o compromisso para o qual fomos eleitos já foi devidamente atingido, o São Paulo comunica formalmente sua renúncia ao cargo de vice-presidente desta entidade, informando que continuará colaborando integralmente com a valorização do futebol brasileiro, agora apenas na condição de associado", diz Juvenal Juvêncio na nota oficial.

Ao longo da nota, o São Paulo - que fez vários elogios à gestão de Fábio Koff à frente da entidade - não cita explicitamente a questão da briga entre C13, Globo e RedeTV! pelos direitos de transmissão do Brasileirão, no período 2012-15. Mas deixa nas entrelinhas que o fato de apenas três integrantes do C13 - Internacional, Atlético-MG e o próprio São Paulo - não terem fechado ainda com a Globo pode ter pesado na decisão de deixar a diretoria da entidade. "Não podemos fechar os olhos à realidade de que, atualmente, há manifesto dissenso entre o que foi idealizado em abril de 2010 e a atual vontade dos associados".

Entenda o caso:

Em outubro de 2010, a Rede Globo e o Clube dos 13 assinaram um TCC (Termo de Compromisso e Cessação), em que se comprometiam a cumprir algumas determinações impostas pelo Cade. O órgão do Ministério da Justiça obrigou a emissora a abrir mão do direito de preferência que tinha até então, quando podia cobrir uma oferta de uma concorrente e levar o Brasileiro. Já o C13 se comprometeu a realizar uma concorrência aberta a todas as empresas, com propostas sendo feitas através de envelopes fechados e separação das mídias (TV aberta, TV fechada, pay-per-view, internet e telefone celular).

Um dia antes do Clube dos 13 divulgar as regras da concorrência para venda dos direitos de transmissão do Brasileiro, de 2012 a 2015, o Corinthians anunciou que deixaria a entidade . O presidente do clube paulista, Andrés Sanchez, disse que iria negociar em separado com as empresas interessadas em exibir os jogos do time.

A medida provocou um racha na entidade, já que outros clubes seguiram a decisão do clube paulista. Atual detentora dos direitos de transmissão do Brasileiro, a Rede Globo enfraqueceu ainda mais o Clube dos 13 ao anunciar que não participaria da concorrência organizada pela entidade .

Apesar de já não contar com o apoio de mais da metade dos filiados, o C13 realizou a licitação, que teve como único concorrente a Rede TV!. A emissora ofereceu R$ 516 milhões por ano para transmitir os jogos do Brasileiro na TV aberta e venceu a concorrência .

Divulgação
Marcelo Campos Pinto, da Globo, e presidente do Grêmio, Paulo Odone, na assinatura do contrato
Mesmo com o anuncio do resultado da licitação e da assinatura do contrato com a emissora, mais clubes passaram a negociar com a Rede Globo. O Grêmio foi o primeiro a firmar acordo com a emissora , ignorando o C13. Outros clubes seguiram o mesmo caminho e 14 filiados do C13 já anunciaram acordo com a empresa. Os valores dos contratos não foram divulgados.

O Clube dos 13 tentou pressionar o Cade para impedir os acordos individuais assinados pelas equipes com a Globo. O órgão, entretanto, respondeu a petição da entidade informando que não poderia intervir nas negociações, mas solicitou à empresa que enviasse os contratos para análise .

Vale lembrar que a disputa não muda nada em relação ao Campeonato Brasileiro deste ano, que será transmitido pela Globo e Bandeirantes. Os acordos que estão sendo negociados valem para a exibição das partidas a partir de 2012.

Leia tudo sobre: São PauloJuvenal JuvêncioClube dos 13GloboRedeTV!

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG