Tamanho do texto

Bruno Recife teve infelicidade de marcar para adversário, mas Eduardo deixou tudo igual em Paulista (PE)

O São Caetano quase se complicou diante de um clube que se diz como "mais pobre" da Série B, mas teve tempo para evitar ma estreia com derrota na Série B do Campeonato Brasileiro. Após um gol contra de Bruno Recife nos acréscimos do primeiro tempo, o time do ABC conseguiu empatar por 1 a 1 com o Salgueiro em Paulista (PE).

O atacante Eduardo, que virou reserva do recém-contratado Nunes apesar de ter sido o artilheiro da equipe no Paulistão, entrou no segundo tempo para fazer, aos 38 minutos, o gol que garantiu o primeiro ponto do clube no torneio. Punição à equipe pernambucana, que perdeu o domínio das ações no primeiro tempo.

Na próxima rodada, o Azulão faz sua primeira partida em casa, recebendo no Anacleto Campanella o Ituiutaba, às 21 horas (de Brasília) da próxima sexta-feira. No mesmo horário, mas no dia seguinte, o Caracará pernambucano vai ao Rio Grande do Norte desafiar o ABC no Frasqueirão.

Lance de Salgueiro x São Caetano no estádio Ademir Cunha
Futura Press
Lance de Salgueiro x São Caetano no estádio Ademir Cunha

O jogo
Os primeiros minutos do Salgueiro na segunda divisão nacional provaram que a reformulação realizada após a fraca campanha no Campeonato Pernambucano deu resultado. Apoiados por mais de 8 mil torcedores no acanhado estádio Ademir Cunha, o time soube pressionar os paulistas.

Com mais posse de bola e ânimo para atacar e pressionar, os anfitriões fizeram o goleiro Luiz trabalhar e só não marcaram antes o seu gol porque o volante Augusto Recife estava em cima da linha para salvar o Azulão. Os visitantes, contudo, foram punidos por uma falha decisiva antes do intervalo.

Aos 45 minutos do primeiro tempo, o lateral esquerdo Thiago Baroni avançou e cruzou à meia-altura. Dois defensores do São Caetano se confundiram na tentativa de cortar até a bola sobrar para Bruno recife desviar contra as próprias redes, sem chances para Luiz, completamente batido no lance.

O gol alertou a agremiação do ABC paulista, que voltou para o segundo tempo mais disposta a tomar as redes da partida. Com mais disposição, roubou mais vezes a bola do adversário e a utilizou com mais objetividade para dar trabalho à defesa do Salgueiro, ainda desentrosada pelas recentes mudanças.

A mudança de comportamento deu ainda mais resultado quando Eduardo entrou no lugar de Nunes. Oportunista, o atacante aproveitou uma bola que sobrou na pequena área aos 38 minutos do segundo tempo e escorou com o pé para empatar e vibrar como uma resposta à decisão da comissão técnica em colocá-lo no banco.

No restante do confronto, o São Caetano teve mais inteligência para se aproveitar do desespero dos anfitriões para tentar uma última investida para somar três pontos. Mas o Salgueiro soube se segurar para não começar a Série B com um prejuízo maior do que o empate cedido nos minutos finais de sua estreia, em casa.

FICHA TÉCNICA - SALGUEIRO 1 X 1 SÃO CAETANO

Local: estádio Ademir Cunha, em Paulista (PE)
Data: 20 de maio de 2011, sexta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Público total: 8.399 espectadores
Árbitro: Francisco Assis Almeida Filho (CE)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido e Rubens dos Santos Filho (ambos do CE)
Cartões amarelos: Fagner (Salgueiro); Robertinho, Bruno Recife e Eli Sabiá (São Caetano)

GOLS :
SALGUEIRO: Bruno Recife (contra), aos 45 minutos do primeiro tempo
SÃO CAETANO: Eduardo, aos 38 minutos do segundo tempo

SALGUEIRO : Rogério, Alex Xavier, Alemão e Thiago Baroni; Pio, Josa, Edu Chiquita e Robertinho (Hugo Henrique); Fernando (Mazinho) e Fágner (Juninho Cearense). Técnico: Neco

SÃO CAETANO : Luiz; Artur, Eli Sabiá, Thiago Martinelli e Bruno Recife; Ricardo Conceição, Augusto Recife, Souza (Kleber Lucas) e Aílton; Antônio Flávio (Geovane) e Nunes (Eduardo). Técnico: Márcio Goiano