Neste sábado, equipe enfrenta o Bragantino, às 16h20, no Anacleto Campanella, tentando a terceira vitória consecutiva no estádio

O São Caetano segue se reforçando para a sequência da disputa da Série B. Na última quinta-feira, o goleiro Fábio, de 32 anos, e o zagueiro Preto Costa, de 30 anos, foram apresentados no clube e são as mais novas peças à disposição do técnico Vadão para tirar o São Caetano da difícil situação que o time se encontra.

O arqueiro, ex-Criciúma, chega em um importante momento, já que os dois principais goleiros do clube sofrem com contusões. Enquanto Luiz não joga desde a partida diante do ABC, que aconteceu no dia 26 de julho de 2011, seu substituto, Leandro, vem atuando, mas sofre com dores no joelho e deve ser submetido a uma cirurgia em breve.

Feliz de chegar ao clube depois de passagens por Ponte Preta, Portuguesa, Goiás, entre outros clubes de menor expressão, ele revela que as conversas com a diretoria não começaram recentemente. "O namoro é antigo e felizmente chegamos a um acordo. O São Caetano é um time que todo mundo quer jogar, tem planejamento e da tranqüilidade para o atleta".

Também com passagens por Portuguesa e Goiás, o experiente zagueiro Preto Costa desembarcou no Anacleto Campanella ciente da complicada situação do Azulão na tabela, mas diz que só assinou com o clube por ter certeza de que é possível escapar. "É um momento difícil e não podemos desanimar. O elenco é muito bom e este foi um dos motivos que me convenceu a vir para cá".

Se a experiência em Série B conta para alguma coisa, ele avisa que já disputou a Segunda Divisão diversas vezes e seu estilo combina com o que é necessário para sair vencedor dentro da competição. "Meu ponto forte é a velocidade e a bola área defensiva. Disputei diversas vezes esta competição e sei que a entrega dentro de campo faz toda a diferença".

Neste sábado, a equipe enfrenta o Bragantino, às 16h20, no Anacleto Campanella, tentando a terceira vitória consecutiva no estádio. Os dois contratados ainda aguardam seus nomes serem publicados no BID (Boletim Informativo Diário) para entrar em campo.

Ocupando a 17ª colocação, com 24 pontos, o Azulão pode usar o retrospecto das últimas cinco edições da Série B para fazer uma conta que pode lhe dar a manutenção na Segunda Divisão: nenhuma equipe foi rebaixada com 47 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.