Tamanho do texto

Equipe do ABC vem de derrota para o Mogi Mirim, enquanto o vice-líder empatou em casa com o Noroeste

Amargando uma péssima campanha no Campeonato Paulista, onde ocupa o 17° posto com apenas nove pontos, o São Bernardo encara, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília) no estádio 1° de Maio, o empolgado Mirassol, vice-líder que vive a expectativa de retomar a ponta do Estadual caso vença seu confronto e o Corinthians, atual primeiro colocado, seja derrotado pela Ponte Preta, em pleno Pacaembu. Para a equipe do ABC, uma vitória na partida válida pela 12ª rodada é fundamental para deixar a zona da degola e respirar na competição. 

O técnico do São Bernardo, Estevam Soares, terá que quebrar a cabeça para montar o elenco que enfrenta o Mirassol nesta quarta. O comandante não poderá contar com o zagueiro Amarildo e os volantes Dirceu e Guto, suspensos por receberem seu terceiro cartão amarelo. Já o lateral esquerdo Kauê ainda se recupera de lesão e está fora da partida.

Em contrapartida, Soares tem à sua disposição três reforços: o lateral Moreno, o meia Silas e o atacante Lucas Gaúcho. Todos foram relacionados para o embate. Treinando entre os titulares, Henrique revelou que o pensamento da equipe é um só: conquistar a vitória e reerguer-se no Paulistão.

"O Mirassol está fazendo uma boa campanha, mas o São Bernardo tem que se impor desde o início do jogo. O pensamento é esse, vencer ou vencer. Uma vitória contra o vice-líder do Paulista pode nos dar moral para a sequência da competição", explicou o lateral-esquerdo.

Pelo lado do Mirassol, surpresa do Paulistão até então, o técnico Ivan Baitello teme o número de jogadores pendurados em seu plantel. No total, sete atletas já têm dois cartões amarelos, como é o caso do goleiro Fernando Leal, o lateral Fabinho Capixaba, os zagueiros Gustavo Bastos e Dezinho, além do meia Diego, o volante Magal e o atacante Reinaldo Alagoano.

Caso recebam o terceiro cartão amarelo nesta partida diante do São Bernardo, estes atletas estarão fora do embate do próximo domingo, diante do Corinthians, um confronto direto pela liderança da competição.