Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos rebate revelações de Brum e promete processar o jogador

Clube negou que a confusão entre Dorival Júnior e Neymar tenha causado ameaça contra os jogadores em 2010

Samir Carvalho, iG Santos |

Divulgação
Brum revelou que elenco foi ameaçado de ficar sem salário caso Neymar não jogasse clássico
O Santos respondeu as declarações do volante Roberto Brum e prometeu acionar o jogador na Justiça. O clube considerou “leviana e mentirosa” a entrevista concedida pelo jogador, que fez revelações sobre a polêmica envolvendo o atacante Neymar e o técnico Dorival Júnior na temporada passada, que culminou na demissão do treinador.

“O Santos FC repudia e lamenta as declarações mentirosas e levianas do atleta Roberto Brum reproduzidas por órgãos de imprensa, nesta quarta-feira. O Santos FC acionará Roberto Brum na Justiça e exigirá a retratação das inverdades proferidas”, rebateu o clube em nota oficial.

O volante disse que o elenco santista foi ameaçado de ficar sem salário, caso Neymar não fosse escalado no clássico contra o Corinthians, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro. “Nunca existiu qualquer tipo de ameaça, por parte da diretoria, de imputar sanções salariais a atletas caso Neymar não jogasse contra o Corinthians, no dia 22 de setembro de 2010”, diz o comunicado.

O Santos também negou que a decisão de demitir o técnico Dorival Júnior aconteceu por ordem do Grupo Guia (Gestão Unificada de Inteligência e Apoio ao Santos), formado pelos mesmo empresários que criaram a Teisa (Terceira Estrela Investimentos S.A), que recentemente compraram 5% dos direitos econômicos de Neymar.

“Além disso, a definição sobre a saída do técnico Dorival Junior foi tomada em conjunto entre a Presidência, a Diretoria de Futebol e o próprio treinador. A rescisão foi amigável e não coube multa a qualquer uma das partes”, relatou o clube.

O volante Roberto Brum, que tinha vínculo com o clube até julho deste ano, rescindiu contrato com na última segunda-feira, e vai receber em dez prestações o pagamento da multa rescisória. O atleta teve participação direta no afastamento de Neymar no duelo contra o Guarani, pelo Brasileiro do ano passado. O jogador, inclusive, chegou a ser afastado de uma partida, e foi multado em 10% dos seus salários.

Entenda a polêmica entre Neymar e Dorival Júnior
A crise que culminou na demissão de Dorival começou na partida contra o Atlético-GO, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro de 2010. Na ocasião, Dorival foi xingado por Neymar nos minutos finais do jogo por tê-lo proibido de cobrar um pênalti. No dia seguinte, a diretoria santista multou o jogador em 30% dos seus vencimentos. Porém, o treinador considerou branda a punição e pediu o afastamento do atleta por tempo indeterminado.

Após o afastamento de Neymar para o duelo contra o Guarani, os jogadores não conseguiram reverter à situação no clássico contra o Corinthians na rodada seguinte. Os dirigentes permitiram apenas o veto para o jogo em Campinas. Como o técnico manteve o atacante fora do time para o clássico contra o Corinthians sem consultar a cúpula do clube, os cartolas optaram pela mudança do comando.

Leia tudo sobre: SantosRoberto BrumNeymar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG