Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos pode ter filial do Cruzeiro em 2011

Principais jogadores indicados pelo técnico Adílson Batista trabalharam com ele na equipe mineira

AE |

O presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro está apostando todas suas fichas no sucesso de Adílson Batista no comando do Santos. Tanto que não está medindo esforços para fazer suas vontades. Mesmo que isso acabe transformando a equipe em quase uma filial do Cruzeiro, antigo clube do treinador.

Prova disso é que os principais atletas indicados pelo treinador trabalharam com ele na equipe mineira. O último é o lateral-direito Jonathan. O presidente do Santos confirmou as negociações com o Cruzeiro para comprar 50% dos direitos econômicos do jogador, eleito um dos melhores de sua posição no Campeonato Brasileiro do ano passado.

O Santos deve pagar 2 milhões de euros (R$ 4,4 milhões) para assinar com o lateral um contrato de quatro anos. O Peixe se aproveita da crise financeira que a equipe celeste vive, tanto que está negociando um de seus principais jogadores mesmo sabendo que vai disputar a Libertadores.

Em entrevista para a Rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, o lateral revelou que seu desejo era permanecer no Cruzeiro ou ir para o exterior, mas que entende a situação do clube. "O Cruzeiro hoje se encontra em uma situação delicada e talvez esteja precisando vender algum jogador", disse.

Mas, antes de Jonathan, o Santos acertou a contratação do volante Charles, do Lokomotiv de Moscou. Ele trabalhou com Adílson no Cruzeiro, entre 2007 e 2008. A confiança no sucesso do jogador é tamanha que ele foi contratado mesmo machucado.

Por causa de grave lesão no ligamento do joelho esquerdo, o volante só vai poder jogar no final de fevereiro. Mas isso não preocupa Adílson, que já avisou à diretoria para contratá-lo mesmo assim.

Outro volante indicado pelo treinador e que trabalhou com ele é Henrique. O jogador, que ainda está no Cruzeiro, também interessa à Fiorentina.

Na procura por um parceiro para Neymar no ataque, Adílson indicou a contratação do atacante Guilherme, ex-Cruzeiro, atualmente no Dínamo de Kiev. Mas ele é caro e não quer mais sair da Ucrânia, já que seu time acabou de recontratar o técnico Yuri Semin, responsável por levá-lo para lá. "Fico feliz pelo interesse, mas tenho contrato e uma volta agora é muito difícil", avisou o atacante.

O boliviano Marcelo Moreno, outro ex-cruzeirense, está sendo oferecido para vários clubes. O Santos se interessou, já que Adílson trabalhou com ele em 2007. Mas a prioridade do atacante é ficar no exterior.

Leia tudo sobre: Adílson BatistaSantosCruzeiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG