Clube não quer divulgar a negociação com time da Ucrânia por causa da semifinal da Copa Libertadores

Samir Carvalho
Alan Patrick pode render um bom dinheiro aos cofres do Santos
O Santos está perto de anunciar a saída de mais uma de suas promessas. O meia Alan Patrick será negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, pelo valor de 6 milhões de euros (R$ 13,7 milhões). O iG apurou que a negociação está bem encaminhada, mas a diretoria santista nega que já esteja concretizada. O motivo é a participação do Santos na semifinal da Copa Libertadores da América, pela qual o clube enfrentará o Cerro Porteño (Paraguai) nesta quarta-feira, às 21h50, no Pacaembu.

Os dirigentes só confirmam que foi feita uma proposta do Shakhtar por Alan Patrick. "A proposta realmente existe, mas não queremos falar sobre isso por estarmos em um momento decisivo da Libertadores", afirmou o gerente de futebol do Santos, Nei Pandolfo.

Os ucranianos já haviam feito uma proposta para levar Alan Patrick há cerca de um mês. No entanto, a oferta inicial de 4 milhões de euros (cerca de R$ 9,2 milhões) não agradou à diretoria santista. O meia ainda não está confirmado para o jogo contra o Cerro Porteño nesta quarta-feira, no Pacaembu, pela Copa Libertadores da América. O jogador, que está recuperado de uma lesão muscular, não participou do treino tático comandado por Muricy Ramalho, e fez apenas um treino em campo reduzido.

Alan Patrick é um sonho antigo do Shakhtar, que chegou a oferecer 7 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões) na temporada passada. No entanto, a proposta foi recusada. Na ocasião, os ucranianos também iniciaram as negociações oferecendo 4 milhões de euros.

A jovem revelação santista tem contrato com o Santos até 2014 e a sua multa rescisória está avaliada em 20 milhões de euros. Os direitos econômicos de Alan Patrick estão divididos da seguinte forma: 50% pertencem ao time da Vila Belmiro, a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda é dono de 40% e o próprio Alan Patrick possui os 10% restantes. O meia é considerado no Santos como o substituto de Paulo Henrique Ganso, quando o camisa 10 for negociado com o futebol europeu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.