Tamanho do texto

Borges e Edu Dracena fizeram gols de cabeça e mantiveram a boa fase do time paulista, mesmo fora de casa

nullO Santos ampliou a sua série invicta no Campeonato Brasileiro para oito partidas. Sem apresentar um futebol brilhante, o time da Vila Belmiro fez o necessário para bater o América-MG , por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Parque do Sabiá. O artilheiro Borges e o capitão Edu Dracena marcaram para os santistas. Kempes descontou.

O triunfo, o seu quarto consecutivo no Campeonato Brasileiro, levou o time da Vila Belmiro a nona colocação - antes do complemento da rodada -, com 35 pontos. Já os mineiros seguem na lanterna, com apenas 19 pontos ganhos.

Na próxima rodada, o time praiano recebe o Figueirense , sábado, ás 18 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro. No mesmo dia e horário, o América-MG visita o Flamengo , no Engenhão.

O jogo

AE
Borges faz o primeiro gol do jogo e já parte para as acrobacias na comemoração
O Santos começou o jogo dando sinais de que pretendia sair na frente no placar logo no início. Com um minuto de bola rolando, o lateral Danilo arrancou pela direita e cruzou para a cabeçada de Neymar, defendida pelo goleiro do América-MG, Neneca.

Melhor em campo no começo da partida, o Santos teve mais uma boa oportunidade de gol aos nove. Neymar cobrou falta e, quando Durval se preparava para cabecear para o fundo das redes, Neneca desviou a bola e evitou o primeiro gol santista.

Depois de pressionar nos primeiros minutos do confronto, o time praiano viu o seu adversário crescer na partida. Tanto que o América-MG esteve próximo de abrir o placar aos 21, quando Gilson soltou uma bomba de fora da área, que acertou a trave esquerda de Rafael.

Com o Santos errando muitos passes e apresentando dificuldades para armar suas jogadas ofensivas, o América-MG ainda teve mais duas chances de marcar o seu primeiro gol.

A primeira, aos 36, em contra-ataque, terminou com um chute de Leandro Ferreira defendido pelo camisa 1 do Peixe. Já aos 45, Gilson levantou a bola para a área, Kempes desviou de cabeça e Irênio, frente a frente com Rafael, finalizou em cima do goleiro santista, desperdiçando a melhor oportunidade de gols do Coelho na etapa inicial.

Na volta para o segundo tempo, os alvinegros voltaram um pouco melhor e chegaram ao gol. Aos 16, Neymar cobrou escanteio perfeito na cabeça de Borges, que completou para o fundo das redes, abrindo o placar e anotando o seu 18° gol no Brasileirão, garantindo por mais uma rodada a artilharia isolada do campeonato.

Só que a alegria do Santos durou pouco tempo e o América-MG logo chegou ao empate. Com 21, Luciano, que havia entrado no lugar de Irênio, cruzou para André Dias chutar e exigir uma defesa parcial de Rafael. No rebote do arqueiro, Kempes teve apenas o trabalho de completar o lance, deixando tudo igual em Uberlândia.

Irritado com a atuação do Ibson, o técnico do Santos, Muricy Ramalho, sacou o volante para a entrada do lateral Pará, aos 25. Com isso, Danilo passou a jogar mais adiantado, praticamente exercendo a função de meia de ligação da equipe.

Mais ofensivo, o time santista chegou ao seu segundo gol. Aos 33, em nova cobrança de escanteio de Neymar, Alan Kardec - que após esse lance deu lugar ao meia Felipe Anderson - desviou a bola de cabeça e o zagueiro Edu Dracena, com calma e categoria, deslocou o goleiro Neneca para recolocar os alvinegros em vantagem no marcador: 2 a 1 para o Santos.

Nos minutos finais, o goleiro Rafael ainda realizou importantes defesas, ajudando o Santos a segurar a pressão do adversário, saindo do Parque do Sabiá com mais três pontos na tabela de classificação do Brasileiro.

Comemora a vitória do Santos na Torcida Virtual

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 1 X 2 SANTOS

Local: Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG)
Data: 21 de setembro de 2011 (quarta-feira)
Horário: 20h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Júlio César Rodrigues Santos (RS) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Cartões amarelos: Marcos Rocha e Anderson (América-MG); Adriano e Neymar (Santos)

Gols:
AMÉRICA-MG: Kempes, aos 21 minutos do segundo tempo
SANTOS: Borges, aos 16 e Edu Dracena, aos 33 minutos do segundo tempo

AMÉRICA-MG: Neneca; Micão, Anderson (Rodriguinho) e Preto; Leandro Ferreira, Marcos Rocha, Glauber, Irênio (Luciano) e Gilson; Kempes e André Dias (Fábio Júnior)
Técnico: Givanildo Oliveira

SANTOS: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Arouca e Ibson (Pará); Alan Kardec (Felipe Anderson), Borges (Bruno Aguiar) e Neymar
Técnico: Muricy Ramalho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.