Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos esquece título e promete esforço nas últimas quatro rodadas

Já garantido na Copa Libertadores do ano que vem, clube tem chances mínimas de conquistar título brasileiro

Gazeta Esportiva |

Com o empate diante do Atlético-MG, no último sábado, na Arena do Jacaré, e os resultados da rodada de domingo, o Santos agora só tem chances mínimas matemáticas de chegar ao título - são 10 pontos (61 a 51) de diferença para o líder Fluminense, faltando quatro rodadas ou seja, 12 pontos a serem disputados. Mesmo assim, os santistsas prometem empenho nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro para encerrarem bem a sua participação do time no torneio.

"Foi um jogo difícil como era previsto antes da partida. Mas vamos jogar todos os confrontos que nos restam como foi diante do Atlético-MG, com muita força e empenho. Inclusive, eu dei os parabéns ao grupo, pois realmente mostramos ter condições de disputar a qualquer momento um jogo decisivo, em um campo difícil e pesado, como estava a Arena do Jacaré. O time soube se defender e passar por isso com muita segurança", disse o técnico interino, Marcelo Martelotte.

Mediante os elogios a atuação de seus comandados contra o Atlético-MG, o interino santista reforçou a ideia de que o Santos irá jogar nas últimas quatro rodadas do Brasileirão com seriedade, buscando alcançar os melhores resultados possíveis.

"A equipe vai lutar assim sempre, até o final, no último jogo do campeonato, independentemente do que é possível conquistar em termos de classificação. Temos esse compromisso por tudo o que o Santos fez no ano todo. O time merece acabar bem essa competição e eu entendo que para ser assim, temos que atuar com raça e determinação em todas as partidas. Iremos fazer isso nas próximas rodadas da competição", afirmou Martelotte.

O meia Marquinhos também elogiou a atuação de sua equipe contra os atleticanos e reforçou o discurso de Marcelo Martelotte para as rodadas finais do Brasileiro. "A gente fez um jogo muito bom, onde enfrentamos um time que está lutando para não ser rebaixado, em sua casa, com o apoio de sua torcida. E, independente de qualquer coisa, jogamos o nosso futebol e vamos seguir assim até a última rodada. Não entramos e nem vamos entrar em campo para ajudar ninguém", encerrou.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolsantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG