Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos coroa festa do centenário com goleada sobre o Catanduvense

Com atuação inspirada na Vila Belmiro, time garantiu goleada e golaços após comemorar cem anos de história

Gazeta |

O fim de semana que marcou a comemoração do centenário do Santos terminou da melhor forma possível para o torcedor alvinegro. Liderado por Neymar e Paulo Henrique Ganso , a equipe passeou na partida deste domingo e conquistou uma grande goleada por 5 a 0, sobre o já rebaixado Catanduvense, na Vila Belmiro.

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

O primeiro gol do jogo foi uma verdadeira pintura de Paulo Henrique Ganso. Na linha da grande área, o armador viu o goleiro adiantado e mandou por cobertura, sem chances de defesa para Filippi. Já o segundo foi anotado por Borges, que aproveitou boa jogada de Neymar na direita para balançar as redes adversárias. No segundo tempo, a equipe tratou de colocar o seu favoritismo à prova no marcador e anotou mais três. Neymar, Ganso e Borges foram os responsáveis por colocar números finais ao placar histórico da Vila Belmiro.

CONFIRA AS MELHORES FOTOS DO CAMPEONATO PAULISTA NESTE DOMINGO

AE
Jogadores do Santos comemoram com Ganso, que abriu o placar da partida com um belo gol

Com a vitória sobre a Bruxa, o Santos assegurou o terceiro lugar no Campeonato Paulista , com 39 pontos. Dessa forma, o time comandado pelo técnico Muricy Ramalho enfrentará o Mogi Mirim nas oitavas de final do Estadual. O Catanduvense, por sua vez, termina sua melancólica campanha na última colocação, com apenas 13 pontos somados no torneio.

Confira a classificação do Campeonato Paulista

O jogo

Soberano durante os 90 minutos da partida, o Santos não deu espaço para que o Catanduvense criasse jogadas de ataque e dominou a partida de forma tranquila. A equipe chegou à meta adversária já no primeiro lance do jogo, quando Borges tocou de calcanhar para que Arouca finalizasse da entrada da área. O tiro saiu forte e exigiu boa defesa do goleiro Filippi.

Infográfico:
A linha do tempo do centenário santista

Sem sofrer qualquer ameaça, o time da casa passou a insistir nas investidas pelas laterais do campo e encontrou certa resistência dos marcadores adversários. Em uma dessas tentativas, o lateral direito Fucile levou a pior e caiu no gramado sentindo dores. Posteriormente, o atleta precisou ser substituído por Adriano e virou dúvida para a sequência do campeonato.

E mais:
“Neymar contra 100” e guerra de bola encerram festa do Santos

A lesão do lateral foi o único ponto baixo do duelo. O time seguia pressionando o Catanduvense e teve grande chance aos 19 minutos da partida. Neymar recebeu bom passe de Borges, invadiu a área e concluiu para o gol. O chute, no entanto, não saiu como o atleta esperava e terminou nas mãos do arqueiro adversário.

VEJA MAIS FOTOS DA ÚLTIMA RODADA DO PAULISTÃO

Quatro minutos após a finalização do craque santista, a equipe alvinegra chegou ao primeiro gol com uma obra de arte do meia Paulo Henrique ganso. Após boa troca de passes na entrada da área, o armador recebeu de seu companheiro e percebeu Filippi adiantado. O atleta não hesitou e mandou por cobertura, fazendo com que a bola caísse caprichosamente no fundo das redes. O golaço do meia trouxe ainda mais tranquilidade para os comandados de Muricy Ramalho e levou o time a tentar jogadas ainda mais ousadas no decorrer da primeira etapa. A postura ofensiva foi determinante para que a equipe chegasse ao segundo gol na partida, com o centroavante Borges.

Veja também: Chuva e ausências esvaziam festa santista

Neymar fez grande jogada individual dentro da área e limpou Cleber do lance. O atleta encontrou espaço e tocou para que Borges, aos 32 minutos, empurrasse para o gol vazio, impedindo qualquer reação do já batido Filippi.

Infernal no confronto, Neymar ainda agraciou o torcedor com outro lance de efeito. O jogador recebeu passe dentro da área, dominou no peito e levantou a bola para si mesmo. Depois de encontrar a altura certa, o jogador aplicou uma bicicleta e exigiu que o goleiro do Catanduvense se posicionasse bem para evitar o terceiro do Alvinegro.

Responda o Quiz sobre o centenário do Santos

Com a proximidade do intervalo, os dois técnicos procuraram acertar alguns detalhes em suas equipes e tomaram decisões que determinaram a goleada do Peixe no confronto. Mesmo com a entrada de Moreilândia, a Bruxa viu Neymar ganhar mais espaço no ataque e criar lances de perigo nos minutos que se seguiram.

O atacante aparecia bem nas laterais do campo e trocava passes com facilidade com os demais jogadores santistas. A velocidade do atleta fez com que o Catanduvense abusasse das faltas, dando a oportunidade para o Santos concluir através da bola parada. Aos 16 minutos, Elano arriscou em cobrança da entrada da área e viu o goleiro Filippi se esticar todo para evitar o gol.

Exigido pelos alvinegros, o arqueiro não conseguiu repetir a boa defesa três minutos mais tarde e viu Neymar deixar o seu na partida. O atacante aproveitou cruzamento rasteiro de Henrique e chutou forte para brindar o torcedor que clamava por um tento seu neste domingo.

Abatido com mais um gol sofrido, o Catanduvense não foi páreo para o meio-campo do Santos e sofreu o quarto após belo passe de Borges para Ganso. Quando o marcador apontava 25 minutos, o jogador se infiltrou na área e tocou com categoria, no canto de Filippi, para sacramentar a goleada alvinegra.

Mesmo com o grande resultado obtido, o Santos não abriu mão do ataque e continuou pressionando a Bruxa. Aos 35 minutos, Borges quase ampliou com um novo golaço. O jogador arriscou por cobertura e acertou o travessão do goleiro adversário. Na sequência, Ganso tentou completar para o gol, mas foi flagrado em impedimento.

Se neste lance Borges não levou sorte, Neymar tratou de presentar o centroavante na jogada seguinte. O atacante se livrou da marcação de Moreilândia e partiu em velocidade. Na cara do goleiro, o jogador não foi fominha e tocou de lado para que o seu companheiro completasse para as redes vazias.

Acompanhe:  Santos divulga nova camisa azul. Você gostou? Vote

Impossível, Neymar ainda protagonizou dois lances incríveis antes do apito final. Aos 40 minutos, o jogador invadiu a área e buscou o canto do goleiro Filippi. Entretanto, a bola passou rente ao poste e saiu pela linha de fundo.

Na sequência, o atacante brincou na frente de seu marcador e aplicou um lindo drible no adversário. Quando partia em velocidade, o atleta recebeu um carrinho por trás e viu Jeferson receber o cartão vermelho no último lance de efeito do duelo. 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 5 X 0 CATANDUVENSE

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 15 de abril de 2012, domingo
Horário: 16 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Márcio Henrique de Góis
Assistentes: Risser Jarussi Corrêa e Ricardo Busette
Adicionais: Marcelo Prieto Alfieri e Júnior Cesar Lossávaro
Cartões Amarelos: Elano e Juan (Santos); Luis Mário, Ricardo Oliveira, Du e Moreilândia (Catanduvense)
Cartão Vermelho: Jeferson (Catanduvense)

GOLS:
SANTOS: Paulo Henrique Ganso, aos 23 minutos do primeiro tempo e aos 25 do segundo tempo, Borges, aos 32 do primeiro tempo e aos 38 do segundo tempo, e Neymar, aos 19 do segundo tempo

SANTOS: Rafael; Fucile (Adriano), Edu Dracena, Durval e Juan (Léo); Henrique, Arouca (Ibson), Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges
Técnico: Muricy Ramalho

CATANDUVENSE: Filippi; Cleber, Douglas, Ednei, Anderson Paim; Ricardo Oliveira, Du (Jeferson), Washington (Dairo) e Alex Wilian; Samuel e Luis Mário (Moreilândia)
Técnico: Roberval Davino

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG