Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos cogita contar com Paulo Henrique Ganso no jogo de sábado

Meio-campista está praticamente recuperado da lesão sofrida no joelho esquerdo em agosto do ano passado

AE |

selo

Está chegando ao fim o drama de Paulo Henrique Ganso. É possível que já contra o Botafogo, sábado à noite, na Vila Belmiro, ele atue por alguns minutos, como última etapa para voltar a ser titular contra o Colo Colo, em Santiago, no Chile, na quarta-feira da próxima semana, pela terceira rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores da América.

Pela programação do médico José Roberto Pécora, Ganso só voltaria a jogar no dia 6 do mês que vem, diante do Colo Colo, na Vila. Foi ele quem operou o jogador santista, em 28 de agosto do ano passado, três dias depois de o astro santista ter sofrido o rompimento do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, contra o Grêmio, no Olímpico.

Pécora alerta para o risco de comprometimento da reabilitação da cirurgia se atleta tentar eliminar etapa e retornar antes da devida maturação do enxerto feito no joelho para a reconstituição do ligamento cruzado. Mas, para os médicos do Santos, Rodrigo Zogaib e Maurício Zenaide, Ganso só precisa de mais alguns treinos para voltar a jogar já dentro de oito dias.

A ideia de antecipar para sábado o retorno de Ganso é do treinador interino Marcelo Martelotte. O técnico quer primeiro ver o jogador em ação numa partida de menor importância para só depois ter a certeza de que ele está pronto para enfrentar a batalha contra os chilenos, em Santiago.

Os médicos santistas alegam que Ganso vem tendo acompanhamento de perto e que a sua liberação para participar do primeiro coletivo, após a cirurgia, na quinta-feira passada, teve a aprovação do cirurgião especialista em joelho. Depois do primeiro coletivo, o armador fez parte também do treino com bola, com o campo reduzido, na sexta-feira cedo, e depois ainda treinou demoradamente finalizações.

Ganso está mais forte. Durante o tratamento ele teve aumento de quatro quilos de massa muscular. Nos treinos, ele se movimenta com desenvoltura e toca a bola com a elegância de antes. A impressão é de que não perdeu o tempo de bola e nem noção de distância, porém tem evitado choques e divididas.

"Ganso está apto a fazer todos os movimentos que se exige de um atleta de alta performance", garantiu Zogaib. A última etapa antes de voltar a jogar começará hoje, com a liberação para que ele dispute a bola como antes da grave contusão. Como a viagem do time para o Chile será na segunda-feira, é possível que Ganso faça algum tipo de trabalho especial no domingo.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG