Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos acerta salários com Kleber, mas fica nas mãos da DIS

Menos de 24h após ataque do presidente Luís Alvaro, Santos conversa com investidores, que detêm 100% do lateral

Samir Carvalho, iG Santos |

O Santos negocia a contratação do lateral-esquerdo Kléber, que está no Internacional. O iG apurou que o clube já acertou os salários com o jogador, mas ainda faltam dois fatores para fechar negócio, um deles bastante complicado.

O primeiro é apenas definir o valor das luvas com o atleta. Já o segundo pode travar o negócio, já que os dirigentes santistas terão que convencer a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, a facilitar o retorno do jogador, bicampeão paulista pelo time da Vila Belmiro em 2006 e 2007.

Leia ainda: Presente preferido, Leandro Damião frustra Papai Noel italiano

Menos de 24 horas após o ataque do presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro aos investidores por conta da negociação dos 10% dos direitos econômicos do meia Paulo Henrique Ganso, dois dirigentes do clube – o diretor de futebol Pedro Luís Nunes Conceição e o gerente de futebol Nei Pandolfo – entraram em contato com a empresa para pedir ajuda no negócio.

O Santos está disposto a pagar R$ 275 mil de salários ao lateral, mas terá que desembolsar mais dinheiro se quiser fechar a transação. Isso porque, a DIS possui 100% dos direitos econômicos do jogador e não aceita liberá-lo sem custos devido aos ataques de Laor.

Além de estar em rota de colisão com o clube, os investidores desembolsaram R$ 5 milhões ao ex-presidente santista, Marcelo Teixeira, para tirar Kléber do Santos e colocá-lo no Inter em 2008.

Veja também: Ganso se diz feliz, e pede conversa com presidente após impasse

Em contato com o iG, o pai e empresário do atleta, Jordão Corrêa, confirmou o interesse do Santos. “Recebi uma ligação, mas por enquanto não podemos anunciar nada oficial. Vamos esperar os próximos dias”, disse Jordão.

O Santos procura um lateral desde a saída de Alex Sandro ao Porto, de Portugal. No entanto, o interesse por um atleta da posição aumentou após a disputa do Mundial de Clubes da Fifa. No primeiro jogo contra o Kashiwa Reysol, do Japão, o técnico Muricy Ramalho não gostou de Durval improvisado no setor. Já na trágica goleada sofrida na final para o Barcelona, da Espanha, o treinador reprovou a atuação do veterano Léo na ala-esquerda.

Leia tudo sobre: SantosInternacionalKléberDISmercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG