Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santos acerta contratação de Adilson Batista

Treinador esteve reunido com a diretoria santista nesta segunda-feira na cidade de Santos e ficará no clube até o final de 2011

Samir Carvalho, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861563767&_c_=MiGComponente_C

Após quase dois meses sem treinador, o Santos anunciou nesta segunda-feira a contratação de Adilson Batista, que comandará a equipe na próxima temporada, quando o clube disputará o Campeonato Paulista, Campeonato Brasileiro, e principalmente a Copa Libertadores da América de 2011, competição pela qual Adilson foi vice-campeão pelo Cruzeiro na temporada passada. O novo comandante iniciará os trabalhos no dia 6 de dezembro, após o término do Brasileiro deste ano.

O treinador começou a negociar com a diretoria santista na mesma semana em que foi demitido do Corinthians, após sofrer uma derrota para o Atlético-GO por 4 a 3, no Pacaembu. Nesta segunda-feira, Adilson Batista deixou Curitiba, onde estava descansando com a família, e foi para a cidade de Santos se reunir com os dirigentes do clube.

Após a reunião, o treinador acertou os últimos detalhes de seu contrato, que será válido até o final de 2011. Uma das pendências na negociação era definir a comissão técnica, já que o Santos trabalha com uma comissão técnica fixa, liderada por Marcelo Martelotte, que foi o técnico interino da equipe nas últimas 12 rodadas do Brasileiro.

Entretanto, ficou decidido que Adilson Batista trabalhará com o auxiliar-técnico Ivair Júnior, que trabalhou com ele no Corinthians, e o preparador físico José Mario Campeiz, que compôs a comissão técnica de Adilson no Cruzeiro. Apesar de Antonio Barbiroto ser o preparador de goleiros do Santos, o novo comandante da equipe pretende trabalhar com Oscar Rodriguez, que está no Atlético-MG.  

O Santos estava sem treinador desde o dia 22 de setembro, quando Dorival Júnior foi demitido por quebra de hierarquia. O treinador, que foi xingado pelo atacante Neymar no jogo contra o Atlético-GO, no dia 15 de setembro, na Vila Belmiro, anunciou o afastamento do atleta comunicar a diretoria do clube.

Já Adilson Batista estava sem clube desde o dia 10 de outubro, quando anunciou sua saída do Corinthians após a derrota para o Atlético-GO. O treinador não conseguiu êxito na missão de substituir Mano Menezes, que foi para a seleção brasileira. Ao todo, foram 17 jogos no comando do Corinthians, com sete vitórias, quatro empates e seis derrotas o que resulta em 49% de aproveitamento. 

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolsantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG