Tamanho do texto

Igualdade na Ilha do Retiro foi ruim para duas equipes, que têm objetivos distintos na reta final da Série B. Time paulista terá de secar Náutico e Guaratinguetá

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860222632&_c_=MiGComponente_C

Ninguém saiu satisfeito da Ilha do Retiro na noite desta sexta-feira. Sport e Santo André empataram por 1 a 1 e ficaram bem longe da conclusão de seus objetivos. Com seis pontos em disputa, o Sport precisará descontar três pontos de desvantagem em relação ao G4 para voltar à Série A. Já o Santo André pode ser matematicante rebaixado em caso de vitória do Náutico sobre o Brasiliense e empate do Guaratinguetá com o América-RN, jogos deste sábado.

O próximo compromisso dos pernambucanos é justamente contra o quarto colocado, o América-MG, em Sete Lagoas. Na última rodada, os comandados de Geninho pegam a Portuguesa, que também alimenta esperanças de subir, na Ilha do Retiro. Já o Santo André terá Bahia (fora) e Náutico (em casa) pela frente.


O jogo
O Sport tomou a iniciativa nos primeiros minutos. Logo aos nove minutos, a defesa andreense cochilou e Ciro deu um leve toque de cabeça para deixar Wilson na cara do gol: 1 a 0 para os donos da casa, para alegria dos torcedores, que não compareceram em grande número.

A oportunidade para marcar o segundo gol surgiu aos 17 minutos, mas Marcelinho Paraíba não aproveitou o bom passe de Ciro e chutou para fora, à frente do goleiro Neneca. Depois do lance, a equipe da casa diminuiu o ritmo e viu o Santo André crescer na partida.

Aos 39 minutos, Geninho foi obrigado a trocar o contundido Renato por Dadá na lateral direita. Poucos segundos mais tarde, veio o castigo. Após cruzamento de Cicinho, a defesa rubro-negra se atrapalhou, Germano virou as costas para o lance e Rychely aproveitou para empatar.

Em situação desesperadora, o Ramalhão foi ao ataque no segundo tempo. Aos 15 minutos, Dênis chutou cruzado e Magrão evitou o gol com boa defesa. Aos 30, o goleiro só pôde torcer para Rychely errar o alvo, o que realmente aconteceu. Quatro minutos depois, em chute de Aloisio, a bola explodiu na trave e assustou a torcida do Leão.

No eletrizante fim de jogo, o Sport chegou a ficar com três jogadores a menos. Aos 37 minutos, quando Geninho já havia feito as três substituições, Romerito sentiu uma lesão e deixou o campo. Com 44, Dutra fez falta dura, levou o segundo cartão amarelo e acabou expulso. Aos 47, foi a vez de André Leone, que pouco antes havia tirado uma bola em cima da linha, ser expulso.

O Santo André insistiu, cruzou bolas na área e perdeu vários gols. A bola insistiu em não entrar e agora a equipe paulista precisará torcer contra seus concorrentes diretos. Ao Sport, resta superar as críticas da torcida - que vaiou a equipe após a partida - para alcançar o acesso, que seria milagroso.


FICHA TÉCNICA - SPORT 1 x 1 SANTO ANDRÉ


Local:
Estádio Ilha do Retiro, no Recife (PE)
Data: 12 de novembro de 2010, sexta-feira
Horário: 21 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)
Assistentes: Ediney Guerreiro Mascarenhas e Vinicius da Vitória Nascimento (ambos do RJ)
Cartões Amarelos: Romerito, Dutra, André Leone, Ciro e Montoya (Sport); Allan, Dênis, Douglas e Rychely (Santo André)
Cartões Vermelhos: Dutra e André Leone (Sport)

Gols:
SPORT: Wilson, aos nove minutos do primeiro tempo.
SANTO ANDRÉ: Rychely, aos 40 minutos do primeiro tempo.

SPORT: Magrão; Renato (Dada), André Leone, Montoya e Dutra; Germano (Fabrício), Daniel Paulista, Romerito e Marcelinho Paraíba; Ciro (Elton) e Wilson.
Técnico: Geninho

SANTO ANDRÉ: Neneca; Cicinho, Toninho, Douglas (Marques) e Denis; Wendel, Walker (Sandro Hiroshi), Allan (Makelele) e Aloísio; Rychely e Borebi.
Técnico: Jair Picerni

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.