Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Santistas lamentam primeiro tempo e levam bronca de Muricy Ramalho

Equipe sofreu os três gols do Palmeiras na etapa inicial e irritou o treinador na derrota por 3 a 0

Samir Carvalho, iG São Paulo |

O técnico Muricy Ramalho e os jogadores do Santos utilizaram o mesmo discurso após a derrota no clássico contra o Palmeiras por 3 a 0 neste domingo, no estádio do Pacaembu, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Os santistas lamentaram o primeiro tempo ruim da equipe, e sofreram com as broncas de Muricy no intervalo da partida.

Entre para a Torcida Virtual de Santos e Palmeiras e convide os amigos

“No primeiro tempo o Palmeiras aproveitou bem as oportunidades. Erramos muito. Paramos de errar no segundo tempo e eles não fizeram mais nada. Nossa situação é dificílima. Só nós jogadores sabemos o que escutamos no intervalo”, revelou Léo.

O discurso do primeiro tempo ruim foi repetido por todos os jogadores do Santos após o jogo. “Concordo (com o discurso do Muricy). Tomamos o primeiro gol e fomos muito ruins. No segundo tempo, jogamos de igual para igual. Estamos infelizes com a derrota”, afirmou Rafael.

Siga o Twitter do iG Santos e receba notícias do time em tempo real

Já o técnico Muricy Ramalho, apesar de não concordar que a derrota do Santos foi construída no primeiro tempo, não quis falar sobre a bronca que aplicou nos jogadores no intervalo do jogo.

“Não tem muito que contestar. Tem que motivar, tem que mexer, mas é uma coisa nossa. (bronca no vestiário). O primeiro tempo não foi bom, foi para esquecer”, disse o treinador, que voltou para a segunda etapa dizendo que o Santos não entrou em campo na primeira etapa.

O Palmeiras venceu o clássico por 3 a 0 e marcou os três gols no primeiro tempo. Maikon Leite, ex-jogador do Santos, abriu o placar e Mauricio Ramos e Patrick fecharam o marcador.

 

 

Leia tudo sobre: santosmuricy ramalhobrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG