Ex-vice-presidente de esportes olímpicos foi um nome de consenso entre a diretoria e a patrocinadora

Após a dolorosa eliminação na Libertadores e cinco dias de folga, o Fluminense se reapresentou nesta terça-feira, nas Laranjeiras, com um novo vice-presidente de futebol: Sandro Lima. Indicado pelo presidente Peter Siemsen, Sandrão deixa a vice-presidência de esportes olímpicos para assumir um dos cargos mais cobiçados do clube, que estava sendo comandado interinamente por Mário Bittencourt desde a saída de Alcides Antunes, em março.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Mas o novo homem forte do futebol tricolor não estará sozinho. O Fluminense segue em busca de um gerente executivo para o departamento. Jamelli, ex-Santos e Coritiba, Rodrigo Caetano, atualmente no Vasco, e Alexandre Faria, que trabalhou no clube em 2009, são os mais cotados no momento.

Sandrão cumprirá um papel diferente na nova gestão desenhada para o futebol tricolor. Ele representará o clube nos assuntos institucionais, além de auxiliar a presidência na relação com a patrocinadora. Já ao futuro gerente executivo do clube caberá o papel de gestor do elenco profissional, ligado ao projeto das divisões de base de Xerém.

Com a saída de Mário Bittencourt da linha de frente do futebol tricolor e da função de assessor de presidência para voltar a cuidas apenas dos processos trabalhistas, a chegada de Sandro Lima ameniza a crise de relacionamento com o presidente do patrocinador, Celso Barros. O nome do vice de futebol foi uma indicação de consenso entre as partes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.