Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sanchez poupa rivais e assume a culpa do Corinthians por vice-liderança

Os erros foram do próprio Corinthians. Se não formos campeões, a culpa é nossa, afirmou presidente do time

Gazeta Esportiva |

O presidente Andrés Sanchez apareceu na sala de imprensa do Pacaembu, logo após a vitória sobre o Vasco, com a sua característica expressão enfezada. Tudo levava a crer que reclamaria da falta de disposição do rival Palmeiras contra o concorrente Fluminense ou ao menos da fórmula do Campeonato Brasileiro. Mas não: ele assumiu a culpa do Corinthians por estar na segunda colocação, e não na liderança.

"Os erros foram do próprio Corinthians. Se não formos campeões, a culpa é nossa", afirmou Sanchez, conformado. Em seguida, poupou São Paulo e Palmeiras de críticas - os rivais fizeram as suas torcidas vibrarem com as derrotas para o Fluminense.

"É normal que o Palmeiras perca para o Fluminense. É normal que o São Paulo perca para o Fluminense. É normal que o Corinthians perca para o Flamengo", disse, mencionando a polêmica derrota de sua equipe na temporada passada. Na época, os são-paulinos disputam o título brasileiro com os flamenguistas. "Esse tipo de coisa fica para os torcedores. O Corinthians não fez a sua parte. Perdemos em casa para o Atlético-GO, empatamos com o Ceará...", lamentou Sanchez.

Ainda assim, o presidente do Corinthians garantiu que ainda confia na conquista do título. Para isso ocorrer, seu time precisa superar o Goiás na última rodada, no Serra Dourada, e torcer para que o já rebaixado Guarani tire pontos do Fluminense. "Ficou difícil, mas ainda dá, claro. E continuo favorável aos pontos corridos, pois é um campeonato que prestigia o time mais regular. Vamos parar de forçar as coisas com entrega de jogo, mala branca, mala preta, mala rosa... Se acreditarmos nisso, acabou o futebol", concluiu Andrés Sanchez.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG