Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sanchez falha e Corinthians não consegue reforços "top de linha"

Presidente sonhou com Adriano e Luís Fabiano mas até agora só contratou coadjuvantes

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Wallace, Willian, Ramírez e Fábio Santos. São estes os quatro reforços do Corinthians para a temporada de 2011 confirmados até agora. Um é desconhecido, o meia peruano Ramírez, outro, o lateral-esquerdo Fábio Santos, só despontou no Grêmio, na última temporada, depois de perambular por São Paulo, Santos e Cruzeiro sem muito sucesso. Willian, ex-atacante do Figueirense, e Wallace, zagueiro que chega do Vitória, são apostas, jovens revelações. Cada um tem seu perfil, mas uma certeza cerca os quatro novos corintianos: nenhum deles é “top de linha”, expressão usada por Andrés Sanchez para definir qual seria o perfil das contratações dos jogadores do Corinthians nesta temporada.

Há uma semana, quando apenas Wallace estava contratado, o presidente corintiano alertava a torcida para a necessidade de mais umas peças, mas com todas as letras disse que não contrataria qualquer jogador. "A gente sabe que precisa de mais um zagueiro, mais dois meias e um atacante. A política é essa: estamos buscando top de linha, não vamos arriscar. Se não trouxer esses top de linha, vamos com o que temos", disse Sanchez. Adriano, Luis Fabiano, Ronaldinho, Taison, Cristian... Todos foram procurados, mas o Corinthians ouviu não.

Willian, atacante de 22 anos, já treina no CT do Parque Ecológico e espera a transferência do Coimbra-MG, clube parceiro do BMG, o banco que o contratou, para ser apresentado. A não ser que consiga, na Série A, repetir o sucesso que teve na Série B pelo Figueirense, dificilmente entrará no hall dos top de linha futebol brasileiro ou mundial.

Gazeta Press
Andrés Sanchez ainda não conseguiu contratar reforços top de linha

No mesmo patamar está Wallace, zagueiro de 23 anos revelado pelo Vitória. Apresentado na última quinta-feira, ele já treina com o elenco. Mesmo com sua chegada, Andrés Sanchez e sua diretoria insistem em buscar mais um jogador para a posição. A aposentadoria de William forçou a diretoria a encontrar um parceiro novo para Chicão, mas Wallace não é o escolhido. Anderson Polga, campeão do mundo em 2002, foi procurado, mas como tem contrato vigente com o Sporting de Lisboa, não houve negociação.

Luís “Cachito” Ramírez, meia peruano de 26 anos, pode ser top de linha no seu país, onde defendia o Universitário-PER. Mas no Brasil é uma incógnita. O jogador fez 11 partidas pela seleção peruana, que não consegue ir a uma Copa do Mundo desde 1982. Depois de passagens por outros clubes peruanos – Cel. Bolognesi e Cienciano – “Cachito” jogou no Libertad, do Paraguai, em 2009, mas não obteve sucesso. Acabou voltando para o Universitário e agora é esperança do Corinthians para substituir Elias, vendido para o Atlético de Madri-ESP.

Além dos três novatos, chega ao clube Fábio Santos, destaque do Grêmio em 2010. Apesar de ter sido decisivo na boa campanha feita pelo time gaúcho – que terminou no quarto lugar – o lateral-esquerdo desperta desconfiança pelas passagens sem muito brilho que teve por São Paulo, Santos e Cruzeiro. Fábio Santos chega ao clube ciente de que terá poucas chances de jogar na lateral-esquerda, já que Roberto Carlos, titular absoluto, não é muito de perder jogos.

Leia tudo sobre: corinthiansfutebolandres sanchez

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG