Hebert no jogo do Fluminense - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Sanchez comemora ausência de Hebert no jogo do Fluminense

Árbitro paranaense não foi escalado para trabalhar em nenhuma partida na rodada decisiva da competição

Gazeta Esportiva |

Embora a diretoria do Corinthians evite reclamar publicamente da arbitragem do Campeonato Brasileiro, as atuações de Heber Roberto Lopes em jogos do concorrente Fluminense foram contestadas no Parque São Jorge. O árbitro paranaense era a preocupação do presidente Andrés Sanchez ao se informar sobre a escala da arbitragem para a última rodada.

"É o Hebert? O Hebert que vai apitar o jogo deles?", perguntou Sanchez, acrescentando a letra "T" ao nome do árbitro. Para alívio do presidente do Corinthians, o gaúcho Carlos Eugênio Simon foi sorteado para trabalhar na partida entre Fluminense e Guarani, no Engenhão. "Ah, o Simon! O Simon é um dos melhores árbitros do mundo, mas todos são passíveis de erro."

Internamente, o Corinthians reprovou o desempenho de Heber Roberto Lopes ao menos duas vezes em jogos do Fluminense. Na 32ª rodada, na vitória da equipe carioca por 2 a 0 sobre o Grêmio, o árbitro não apitou um pênalti claro do defensor Leandro Euzébio sobre o artilheiro Jonas. Mais recentemente, o São Paulo teve dois jogadores expulsos na goleada por 4 a 1 que sofreu para o líder do campeonato.

Mas Simon também recebeu reclamações - públicas - dos corintianos. A diretoria e o técnico Tite acharam que o gaúcho foi influenciado pelas críticas ao colega Sandro Meira Ricci (que assinalou o polêmico pênalti em Ronaldo contra o Cruzeiro) e, por isso, apontou a marca da cal quando o volante Ralf tocou a bola com a mão dentro da área, no confronto com o Vitória.

"Estamos pagando um preço caro por dizerem que existem esquemas para beneficiar o Corinthians. Sempre somos favorecidos na opinião dos outros, mas não é isso que se vê", lamentou Sanchez, apesar de assumir a responsabilidade pelo fato de o Corinthians não liderar o Brasileirão. "A culpa é só do Corinthians, começando por mim."

Heber Roberto Lopes não foi escalado para trabalhar em nenhuma partida na rodada decisiva da competição. O responsável pelo apito no jogo entre Goiás e Corinthians, no Serra Dourada, será o gaúcho Leandro Pedro Vuaden.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG